kaiunionbrasil.com / fanbase brasileira dedicada a kim jongin

P: Desde o debut, enquanto crescendo (como um cantor), qual foi a coisa que mudou e a coisa que não mudou?
Kai: Originalmente, eu realmente gosto de dançar, mas depois do debut, eu estive praticando diligentemente o canto, então acho que melhorei muito nisso.
Em adição, minha percepção sobre estar no palco também mudou. Antes disso, eu entrava no palco sem pensar muito. Mas por ter mais experiência (de estar no palco), eu pude sentir o quanto é importante estar no palco. Isso foi quando meus sentimentos e pensamentos em relação a isso (performar no palco) começou a mudar e ficar mais forte.
Em contrapartida, o que nunca mudou foi o meu coração (amor/sentimentos) pelos meus fãs.

 
n/t: Kai quis dizer que começou a colocar todo o seu coração e mente sempre que ele sobre ao palco a partir de então.
 
P: No que você é confiante ao ponto de não perder para os outros membros, digo, seu ponto forte?
Kai: Meu tom de pele. Os outros membros são mais pálidos, mas não eu… Eu sou único…
 
P: O que você fez para se aprimorar?
Kai: Desde o debut e antes mesmo dele, não importa se estou ocupado ou não, nunca faltei a alguma prática.
Também sou uma pessoa que não sabe se comunicar muito bem*. Sou uma pessoa muito tímida e não sou realmente o tipo que iria normalmente sair e encontrar amigos.
Mas se isso continuasse, somente me resultaria em dor e me faria sentir depressivo, certo? Então é por isso que ultimamente eu estive trabalhando em fortalecer minha mente.
 
n/t: Kai usou uma palavra em japonês que expressa o tipo de pessoa tímida e que não consegue se comunicar bem com estranhos.
 
P: Qual o seu ideal de figura masculina que você possa se inspirar?
Kai: Eu quero ser visto como uma pessoa que é digna da admiração de alguém. Especialmente pelo jeito que pareço enquanto performo e minha figura no palco.
 
P: Há algum momento quando um membro específico faz algo ou fala algo que te atrai?
Kai: O solo stage de Chen hyung durante EXO FROM EXO PLANET #1 – THE LOST PLANET. O hyung parecia tão legal enquanto performava e até hoje tenho essa lembrança em meu coração (quis expressar que não pode esquecer). O hyung estava cheio de confiança e senti como se toda a energia do hyung estivesse fluindo durante aquele momento.
Meio que prefiro uma apresentação onde nós combinamos com nossas próprias cores*.
Naquele momento, percebi que Chen hyung possuía suas próprias cores pessoais.
 
n/t: Kai quis dizer que prefere apresentações onde os membros se ‘complementem’ através de seus próprios talentos.
 
P: Da próxima vez que realizar atividades no Japão, o que você gostaria de mudar?
Kai: (falando em japonês) Eu estou aprendendo japonês agora. Primeiramente, eu gostaria de ser capaz de falar fluentemente em japonês e como um cantor, eu gostaria de realizar atividades solo também.


Trad. ING: kimjongmelle
Trad. PT-BR: Carou @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.

P: Você tem tendência a ficar nervoso antes de entrar no palco?
Kai: Quando eu era mais novo, eu realmente costumava ficar nervoso. Devo chamar isso de perfeccionismo? Realmente não consigo demonstrar uma performance que eu não goste para outras pessoas. É por isso que eu não prefiro o estilo free-style (de dança). Não fico satisfeito comigo mesmo me expressando através do estilo free-style. Me sinto estranho mostrando as pessoas coisas que sei que não estou dando meu 100%. Lembro que quando era trainee, ficava tão nervoso na época de avaliação que meu corpo todo tremia. Além disso, também tinham muitas vezes que eu ficava muito nervoso. Eu estava tremendo no showcase de debut e também no debut stage. Eu também tremi na primeira vez que nos apresentamos no Dream Concert, na primeira vez que estávamos subindo ao palco para um concerto. No nosso primeiro concerto solo, não só eu mas também os outros membros estavam nervosos. Na sala de espera, nós gritamos, nós respiramos fundo, mas de qualquer forma estava caótico. Mas antes mesmo de subirmos ao palco nós tivemos um certo momento de silêncio e logo após nós sorrimos. E começamos a dançar. Em um certo ponto, passamos a aproveitar a tensão antes de subirmos ao palco. Devo chamar isso de emoção? Tensão é algo que se inicia a partir da pressão, mas também inclui a sensação de expectativa por demonstrar uma performance pela primeira vez no palco. Também há uma vibração/emoção da minha própria imagem. Quando o público vê uma performance com a qual eu estou satisfeito, que tipo de sensação eles terão? Eu gosto de pensar nisso.
 
P: Qual o membro com quem você mais conversa na sala de espera?
Kai: Suho hyung. Eu costumo conversar com Suho hyung sobre a performance antes dos concertos. Mas honestamente, antes de subir ao palco, ao invés de conversar com os outros membros, checo a condição do meu corpo (alongar e aquecer).
 
P: Os membros do EXO falam animosamente sobre seu talento para a performance. Ser capaz de sentir sua sensualidade através das várias facetas de sua performance é impressionante. Que tipo de homem você acha sexy?
Kai: Eu acho que é um homem que é coberto de sensualidade mesmo sem tirar (as roupas) é o real homem sexy. Um homem que dê uma aura sexy ao invés de se exibir; “eu sou sexy”.
 
P: O que você faz quando quer parecer sexy?
Kai: Quando quero parecer sexy no palco ou quando canto uma música de maneira sensual, eu coloco ênfase e danço. Ou ondulo/balanço minha pelve muito forte. Hahaha.
 
P: Você quer que o público te enxergue como qual tipo de artista quando está no palco?
Kai: Há muitos momentos que penso sobre qual tipo de artista eu quero ser, mas eu nunca pus palavras nisso. Hm, se eu tivesse que explicar e por isto em palavras, seria um artista ‘profundo’. Acho que pode ser expresso como: “Eu quero ser o artista que é como um oceano profundo do qual o final é desconhecido”.
 
P: Quais são os pontos fortes dos membros do EXO, na sua opinião?
Kai: Baekhyun hyung é realmente engraçado. Eu acho que existem pessoas que pensam que Baekhyun hyung parece infantil, pois ele sempre diz coisas engraçadas, fazendo as pessoas rirem e sendo alguém alto astral. Mas a avidez e paixão do hyung pela música são tremendas. Ele sempre se preocupa sobre EXO e a performance. Antes de entrar no EXO, ele nunca tinha aprendido dança e apenas fez aulas de canto, mas agora o lado dele puxando seu peso e dançando bem é incrível. Isso não seria possível sem a paixão de Baekhyun hyung. D.O. hyung realmente canta bem. Dos membros do EXO, o vocal de D.O. hyung é o meu favorito. Ele transmite emoções (ao cantar), mas acho que ele nasceu com isso. Eu acho que cantores, dançarinos e desenhistas são o tipo de carreira que expressa emoções através e o hyung realmente se destaca nesta parte. Eu quero parecer com esta parte (dele). Xiumin hyung é gentil, fofo, simples e honesto. É realmente legal ver a atitude dele em fazer o seu melhor em tudo. Ele também escuta os membros mais novos atentamente e gosto disso. O hyung tem realmente muitos pontos fortes em cada lado dele, então é difícil dizer “esse ponto de Xiumin é o melhor”. Ele é uma boa pessoa. Suho hyung, mais do que qualquer um, pensa muito no EXO. Ele pensa infinitamente sobre o EXO e compartilha isso infinitamente comigo. As vezes parece que ele pensa no EXO de maneira muito severa. Eu realmente gosto de sua atuação e o lado dele de ser tão devoto no palco é incrível. Ele tem um forte senso de responsabilidade por ser o líder. Chen hyung é realmente gentil. Devo dizer que ele é simples? Eu realmente gosto desse ponto no Chen hyung. Eu reconheço que o hyung é bom no canto e na dança, mas se eu tivesse que escolher algo que quero me assemelhar a Chen hyung, seria seu coração gentil. Honestamente, no dia-a-dia, eu costumo ser bastante mal compreendido. Por ter a pele bronzeada, minhas expressões são escuras e tenho olheiras. Então há pessoas que me entendem como uma pessoa fria e recebo muito estresse, ao ponto de chegar a praticar sorrir. Mas Chen hyung sempre sorri e é muito gentil, então ele dá as pessoas que o veem uma boa sensação. Eu realmente quero parecer com ele neste aspecto. O aspecto que quero parecer com Chanyeol é sua ambição pela composição. Eu sempre sinto inveja da habilidade do hyung quando ele faz uma música e a toca pra nós. Algum dia espero poder aprender como compor com Chanyeol hyung e fazer uma música por mim mesmo. Eu também quero aprender sozinho, mas é difícil. Sehun é leal. Ele sempre pensa nos outros membros e sua lealdade é forte. Eu acho que isso é uma grande qualidade. Pois enquanto Sehun permanecer leal no seu dia-a-dia, isso retornará para ele. Sempre me sinto grato quanto ao Lay hyung. Sou grato por ele comandar sua agenda na China e ainda fazer esforços para cumprir a agenda do EXO juntos, mas eu realmente sou grato pela sua presença. O fato dele estar junto a nós é algo que sou grato. Não apenas o lado dele de cumprir as agendas de cantor e ator, mas também sua paixão na música se destaca. Eu também quero ter esta paixão que o Lay hyung tem. Honestamente, eu não consigo fazer as coisas direito se não for algo que eu goste ou tenha interesse.
 
P: Nos diga seus pensamentos após a conclusão do EXO PLANET #2 The EXO’luXion.
Kai: Se nós quisermos dizer que 44 shows são longos, eles são longos. Se nós quisermos dizer que são curtos, eles são curtos. A turnê EXO PLANET #2 The EXO’luXion terminou, mas honestamente quero fazer esse formato de performance por mais tempo. Pois quero fazê-lo melhor a cada vez que passa. Mas se eu varrer esse sentimento, eu posso me preparar para a próxima performance. Acho que a sensação de arrependimento que sinto enquanto fazia o EXO PLANET #2 The EXO’luXion talvez seja fonte de alimento para me preparar para a próxima apresentação. Eu quero demonstrar uma performance melhor para as fãs, uma performance que não me arrependa e esteja satisfeito com. Esse é o meu sonho.
 
P: Na apresentação de ‘Baby Don’t Cry’, há um momento de destaque para você e Sehun, certo? Você demonstrou uma dança legal e dançou na água. Há alguma parte que você gostaria de adicionar algo mais da sua ideia?
Kai: Eu realmente gosto de compor a performance, mas quando o diretor, Jaewon hyung, sugeriu a performance na água, eu realmente achei que era uma ideia legal. Eu a considerei uma coreografia tão boa ao posto de não necessitar pensar em nada sobre “adicionar algo aqui ou ali”. Eu simplesmente pensei que tinha que completar a performance com meu próprio estilo.
 
P: O que é esse “seu estilo” que você citou?
Kai: Eu não faço só um esforço para dançar bem. Uma sensação ‘legal’ é importante, mas muito mais que isso, acho que transpassar a emoção presente na música é o mais importante. Nós sentimos algo quando escutamos a letra de uma canção com muitas pessoas. Será bom se eu puder expressar essa emoção através da minha dança e o público puder sentir mais dessa emoção ao assistir minha performance.
 
P: Então quer dizer que você quer fazer uma apresentação onde o público “sinta” ao invés de “ver”?
Kai: Sim. Eu quero fazer uma apresentação que é compartilhada com o público e uma apresentação que é mais livre. Poder deixar a audiência com uma interpretação própria e se sentindo ‘livres’. Quando expresso um sentimento triste, é possível que o público se sinta feliz. Isso é porque mesmo que vejamos as mesmas coisas, o sentimento de cada um é diferente. Coisas assim podem ser divertidas de se olhar nas minhas apresentações também, certo?
 
P: Mas quando o público assiste a sua performance, eles acham que é “lindo” e “sexy”.
Kai: Eu também gosto de apresentações lindas e sexys. Mas além disso, acho que a emoção claramente existe. Por exemplo, em ‘Baby Don’t Cry’, é uma mesma coreografia, mas eu poderia performar de maneira diferente de acordo com a minha emoção daquele dia em particular. Um dia expresso uma história sem esperança, um dia uma emoção leve. E no outro cobrir o palco num sentimento bom.
 
P: E suas emoções mudaram todos os dias que performou ‘Baby Don’t Cry’ por 44 vezes?
Kai: Sim, isso muda todos os dias. Pois todos os dias o meu humor é diferente. Eu danço baseado no meu humor naquele momento, antes de subir ao palco. Houve um dia que dancei enquanto sorria, outro no qual adicionei alguns movimentos. Os detalhes eram minimamente diferentes, e também houve uma vez que enterrei meu rosto (nas mãos). Sempre fiz um pouco diferentemente nas 44 performances. Esse é o tipo de performance que eu anseio em fazer.
 
P: O ato de varrer os dedos e mãos por sobre os cabelos enquanto permanece de pé na apresentação de ‘Baby Don’t Cry’, na última parte, é muito sexy. A sua intenção era essa?
Kai: Você pode enxergar dessa maneira. Meu intuito era fazer o movimento final de ‘Baby Don’t Cry’ de maneira perfeita. Haha. Mas no restante, meu intuito não era esse. Meu cabelo era longo e enquanto fazia a performance, ele pingava, então eu o ajeitava muito.
 
P: Quando você dança, parece que você mistura com um pouco das sensações do ballet. Você também adicionou movimentos do ballet a dança de ‘Baby Don’t Cry’?
Kai: Eu não inseri movimentos do ballet propositalmente. Mas a base de toda a dança é o ballet e desde jovem danço ballet, então naturalmente meus movimentos transmitem as sensações do ballet.
 
P: Qual foi a apresentação mais memorável na turnê EXO PLANET #2 The EXO’luXion?
Kai: ‘El dorado’ é a mais memorável. A letra e os bastões de LED, bem como o figurino dourado e outras coisas que compõem ‘El Dorado’ talvez sejam infantis se colocá-las em palavras. Mas a performance não era nem um pouco infantil, mas sim legal. Isso foi a força do diretor (Shim Jaewon). Pra mim, a apresentação de ‘El Dorado’ demonstra o final da direção. Se nós considerarmos isso como um filme, pode ser O Senhor dos Anéis ou Homem-Aranha. Se nós pensarmos somente na história, talvez pareça como um cartoon mas isso não é nem um pouco infantil, certo?
 
P: Quando foi o ponto em que você se conectou com a plateia durante o EXO PLANET #2 The EXO’luXion?
Kai: O diretor Shim Jaewon foi enfático: “faça muito contato visual com a platéia”. E eu também concordei com isso. Durante o show, eu desejava me conectar com o público enquanto os olhava, um por um. Diferentemente de apresentações televisionadas, enquanto me conecto com o público nas performances do concerto, a energia é fervorosa? É o simples sentimento de “Você também está olhando pra mim, certo? Eu também estou olhando pra você”. Eu acho que o real ponto de união de um cantor, é efervescer a energia do público e nos comunicar juntos.
 
P: Durante a turnê do concerto, houve momentos em que você se sentiu chateado por sua lesão. Por outro lado, há algo que você obteve graças a lesão?
Kai: Sim. Antes do EXO PLANET #2 The EXO’luXion [dot], eu lesionei meu tornozelo e intuitivamente pensei: “não serei capaz de subir ao palco”. Foi muito difícil depois daquele dia. Pois era o final da turnê e eu estava ansiando por isso, além da minha dor emocional ser grande também. Depois do primeiro concerto do The EXO’luXion em Seul, devido a uma pequena lesão (n/t: quando Kai caiu no palco levadiço que estava rebaixado para D.O. subir por e torceu o punho), penso que não há muitos concertos que esteja 100% satisfeito com a performance. Então eu me preparei muito para mostrar uma performance com a qual estaria 100% satisfeito no The EXO’luXion [dot] em Seul, mas no final eu me lesionei então estava muito abatido, ao ponto de querer fugir do The EXO’luXion [dot] em Seul. Eu sentia muito em relação aos membros e ao público. Quando o concerto começou, eu subi ao palco e performei a minha parte e sentava logo após terminar. Foi muito estranho e eu me senti constrangido. Quando eu estava no palco, sempre encarei a audiência e sorria, mas abaixo do palco sentia como se fosse chorar. O pensamento de “O que eu estou fazendo aqui agora?” continuava circulando na minha mente, e eu realmente sentia inveja dos membros que estavam dançando no palco. Então houve vezes em que eu fui perto do público por palcos levadiços e me comuniquei com eles, e no final, não pude conter minhas lágrimas. As emoções que estava reprimindo explodiram. E no mesmo momento recebi consolo do público. A partir daquele dia, pensei sobre qual tipo de performance poderia fazer enquanto estava sentado na cadeira e gradualmente me adaptei as performances que eu estava demonstrando. A lição que aprendi desta vez foi: seja satisfeito e mostre a audiência uma performance ainda melhor, “vamos ter um bom momento”.
 
P: Numa entrevista, você disse: “No momento que não danço, eu ganho muitas coisas”. Se você se tornasse o público e visse uma performance do EXO, como se sentiria sobre?
Kai: Houve uma ocasião que disse: “Eu também quero ver um concerto do EXO como se fosse o público”. Mas por causa da minha lesão, eu basicamente experimentei isso. Senti muitas sensações ao ver a performance do EXO do lado de fora do palco. Depois de olhar ‘por fora’ e ver em quais partes a audiência foi a loucura e em qual parte senti a linearidade, pude conhecer a força e fraqueza das apresentações do EXO. Eu acho que no futuro isso será a base para as performances que iremos desempenhar. Referente as coisas que senti, refletindo elas num próximo concerto, acho que seremos capazes de mostrar uma performance melhor e de fazer melhor.


Trad. ING: choconini Twitter
Trad. PT-BR: Carou @ Kai Union Brasil
Adaptação e Revisão: Nikolas e Tami @ KUB | Tami @ KMB
Não retirar sem os créditos.

Pergunta 1: Se você pudesse escolher quais os membros que se assemelham com qual personagem, quem você escolheria?
Personagem: Gwangsoo (telecomunicações com aliens?! personagem esquisitão-chan*)
Kai: D.O., há vezes que eu não entendo ele, lol.
 
*(O honorífico “-chan” porque os meninos se referem a Gwangsoo com carinho mesmo ele sendo uma pessoa estranha e “-chan” também é utilizado para se referir a crianças ou alguém adorável)
 
Personagem: Yeonhee (tipo ideal)
Kai: Xiumin. Sua personalidade é totalmente o meu tipo ideal. Legal/suave/bondoso!
 
Pergunta 2: Se você fosse a Yeonhee, quem escolheria: *Ore-sama Chanyeol ou o gentil D.O.?
Kai: A combinação entre os dois personagens.
 
*(Ore-sama é um termo usado para descrever um personagem muito arrogante.)
 
Pergunta 3: Quem você quer que seja seu companheiro de quarto?/ Quem você não quer que seja seu companheiro de quarto?
Kai (companheiro de quarto): Chen. Porque ele gosta de limpeza/arrumação.
Kai (com que eu não quero dividir o quarto): Suho. Porque ele raramente limpa seu quarto.
 
Pergunta 4: Sua mensagem para os fãs japoneses?
Kai: Eu sempre penso em todos vocês fãs! Obrigado por nos apoiar. KAI, KOKORO, OPEN MIND!

*(Kokoro significa coração e mente)


Créditos: _BR99_
Trad. ING: kimjongmelle @ Twitter
Trad. PT-BR: Paloma @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.

Baekhyun – Kai é um dançarino nato. Enquanto assistia a dança de Kai eu também batia palmas inconscientemente. Muitas vezes eu observei Kai e segui o modo que ele dança.
 
Suho – Mesmo que Kai pareça não se importar, ele é alguém que toma um cuidado meticuloso com as pessoas. Mas ele também tem aegyo. E é por isso que ele é realmente atraente. Claro que, a cima de tudo o mais, Kai é mais charmoso quando ele está dançando. Devo dizer que ele dança com todo o seu coração? Esses dias quando eu olhava para Kai, eu cheguei a conclusão de que a alegria dele em dançar nunca chega ao fim e ele é louco sobre a dança. Estou realmente com inveja da capacidade de Kai de ser tão imerso em algo que o pode deixar louco (no sentido de amar incondicionalmente).
 
Xiumin – Kai é o nosso centro nas performances. Eu nem sequer penso que é demais dizer que Kai é o principal homem de frente no EXO quando se trata de performances. Porque ele tem uma linha de corpo bonito, ele fica bem em roupas também. Ele é a imagem legal de um homem frio, mas bonito. Mais do que tudo, Kai está imerso em seu próprio mundo. Ele sempre leva suas performances de palco a sério e ele é o tipo que sempre supervisiona suas próprias performances.
 
D.O. – Pensando nas vezes que chamamos Kai de frio, homem bonito, uma vez que você começa a conhecê-lo, você vai achar que ele tem um coração mole. No entanto, o carisma que ele mostra no palco é o melhor. Kai também é o tesouro no EXO e seu coração é profundo quando se trata dos membros. É por isso que eu acho que ele se preocupa com nossas performances de palco mais do que ninguém.
 
Chanyeol – Em relação à sua idade, Kai é bem maduro. Ele tem muitas preocupações com o nosso time. Ele também tem um monte de desejos sobre performances de palco. E assim, se quisermos ensaiar cinco vezes para um concerto e, em seguida, descansar, ele é o membro que irá praticar por mais dez vezes.
 
Chen – Kai é alguém com pensamentos profundos. Mesmo que a nossa diferença de idade não seja tão grande, ele é mais novo que eu e ainda há momentos em que ele tem pensamentos mais profundos do que eu. Ele, especialmente, tem um monte de consideração com as outras pessoas. Ele se preocupa com eles até os mínimos detalhes. Ele é uma criança que é muito profunda no interior.
 
Lay – Se nós estamos falando sobre ‘Kai’, falamos sobre a ‘dança’. Eu acho que se Kai ficar no meio nas nossas performances, o EXO vai ficar em um nível mais elevado.
 
Sehun – Acho que ninguém pode lutar com Kai hyung quando se trata de seu foco. A capacidade de manter o foco na performance de palco é incrível e uma vez que ele mergulha em tudo o que ele acha fascinante, ele se focará tanto no palco que irá dominá-lo. Ele é um homem a quem você pode confiar para atribuir qualquer tipo de trabalho que ele irá fazer.


Compilação das frases: xokaiddo_ Twitter
Trad. ING: 103oclock @ Twitter
Trad. PT-BR: Paloma @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.

P: Você mencionou que seus olhos estariam inchados por estar de manhã. O fotógrafo e eu esperávamos isso.
Kai: Ah, normalmente eu não presto muita atenção nisso, mas hoje eu notei. Eu dormi mais cedo, não bebi água e vim pra cá. Também, não faz muito tempo que eu extraí meu dente siso, então eu estava um pouco inchado.

P: Já que você mencionou a extração do seu siso, a primeira questão é sobre amor… (n/t: a palavra ‘siso’ em coreano contém a palavra ‘amor’)
Kai: Eu tenho uma recordação ruim sobre o meu dente siso.

P: Então eu não deveria perguntar sobre?
Kai: Não (risos). Quando extrai um siso pela primeira vez, senti a dor mais severa neste mundo. Realmente doeu. E desta vez, felizmente, ele fora extraído direito.

P: Você tenta ou gosta de sentir as coisas exatamente do jeito que elas são?
Kai: Eu gosto de ambiguidade mais do que exatidão, mas eu tendo a pensar bastante em minha imagem. Tento expressar ela através da dança. Mesmo quando coreografando eu penso em imagens menores e triviais. Eu gosto de ficar sozinho, caminhando e ouvindo música. Pensando em uma imagem. Desde que eu era jovem, mesmo que eu ainda seja.

P: Você é jovem?
Kai: Sim, mas a partir de que ponto você é um adulto? Quando você passa os 20 anos? Acho que você pode concordar que por lei e socialmente você passa a ter mais responsabilidades e a ser mais maduro. Mas como que você agia no passado? Não seria um presente que somos responsáveis por nossas palavras? Eu não quero me classificar como um adulto ou não adulto. Se tivesse que dizer algo, eu diria que passei dos 20 anos.

P: Isso é algo que uma pessoa que reflete e medita bastate diria.
Kai: Eu não sei. Eu só fico sozinho, tranquilamente, assim. Eu gosto de pensar em coisas e imagens enquanto ouço música. Por exemplo, quando uma unica gota de água cai na escuridão, ela respinga. Uma imagem em que essa gota d’água gradualmente se espalha. Em momentos assim eu gosto de adicionar cores e pensar. E as vezes é em preto e branco.

P: Não é fácil conseguir um tempo sozinho enquanto está realizando atividades com o grupo, certo?
Kai: Honestamente, eu não tenho muitos amigos. E é assim desde que eu era jovem. Eu fui transferido muitas vezes de escola, tendo assim poucos amigos. Originalmente, eu gosto de meditação. Nunca houve um tempo em que achei estranho ficar só. Não me sinto solitário ou com tédio.

P: Quando você se sente solitário ou com tédio. Você apenas não pode levar isso de forma negativa.
Kai: Acho que isso está correto. As vezes eu me sinto solitário ou com tédio mas não tento realmente resolver isso.

P: Do que você gosta mais: dia ou noite?
Kai: Noite. Mais ou menos 20h. Ou 2h da manhã. Pois é sensitivo. Aquele horário sensitivo.

P: Você gosta do inverno?
Kai: Sim, eu gosto do inverno.

P: Geralmente as pessoas gostam da estação em que elas nasceram.
Kai: É isso mesmo. É confortável.

P: Agora estamos na metade do verão.
Kai: O verão deve parecer legal. Honestamente, eu acho que o verão é a época do ano em que as pessoas se ocupam mais. Eu também estou ocupado no verão. Parece que eu sempre estou suando por conta da dança ou por fazer outras coisas diligentemente. Pra mim, verão é a estação para se suar.

P: Você sempre escuta música, certo?
Kai: Sim. Na verdade, eu não consigo não escutar música. Mas eu não quero dizer “a música é minha amiga, minha eterna companheira”. É muito importante, mas não é tudo, coisas como essa. É apenas uma situação natural. Eu me pergunto se há a necessidade de dar algum significado a isso enquando penso sobre.

P: Você é exigente?
Kai: É assim que eu costumo ser, eu gosto de sons calmos e música afro-americana, porque assim mesmo sem música eu posso dançar, tudo que eu preciso são sons, mesmo que alguém próximo a mim diga ”hoje eu bebi água e por causa disso o meu estômago dói” eu posso dançar. Eu acho que eu apenas gosto de sons, ultimamente eu venho escutando mura masa, ele é um cara que toca future bass, eu vou tocar agora mesmo. É tipo assim.

P: Parece como uma canção que não tem fim, existe uma razão para que ela seja apenas dançada?
Kai: Em vez da razão, dança é apenas algo que eu acho que é natural. Meus pais me deixaram encontrar o que eu queria fazer por mim mesmo, eu fui muito sortudo, eu fui para todas as academias/escolas especializadas de dança. Eu dançava como um louco quando tinha oito anos de idade, honestamente eu não consigo lembrar de nada de quando eu tinha oito anos, eu posso lembrar de quando eu tinha nove, mas não oito. Eu comecei a dançar de um ponto que eu não consigo lembrar, honestamente eu posso dizer que minha primeira memória é que a dança e eu estamos juntos não como uma escolha mas naturalmente desde que eu nasci. Eu sou especialmente grato por que eu posso mover meu corpo e dançar. Ao invés de dizer deste modo, apenas digo que a dança é a minha primeira lembrança.

P: Como se você tivesse nascido com ela?
Kai: Mas eu não penso em dançar apenas com o propósito de mostrar pra alguém. Eu não gosto de dançar assim. Eu apenas gosto de dançar pra mim mesmo, até mesmo quando eu era um trainee eu sempre fui o último a sair e praticava sozinho, desde que eu era novo. Sendo sincero atualmente algo disso ainda permanece. A menos que eu esteja satisfeito eu não gosto de mostrar a ninguém mais o meu processo de prática, eu gosto de reservar pra mim. Ir aos palcos é para a audiência, mas após isso é pra mim. É por isso que eu faço, honestamente.

P: Eu estou pensando ”tempo está passando, eu estou passando de um certo tempo” você deve ser completamente diferente no futuro.
Kai: Quando esse tempo chegar (o futuro) e algo (sobre mim) estiver diferente, eu penso que será divertido e interessante enquanto estiver pensando e lembrando de hoje.

P: Agora que a sessão de fotos acabou, coma algo e aproveite o seu verão de uma boa forma!
Kai: Eu quero passar o meu verão bem, mas após falar sobre isso mais cedo eu continuo pensando no passado, no presente e no futuro. Se eu pudesse voltar no tempo e dizer algo a mim mesmo, eu penso que acabaria não dizendo nada. Se eu disser algo então isso significa que todo o tempo que passou depois daquilo será alterado, dessa forma tudo o que eu fiz por todo esse tempo terá sido um desperdício.

P: Eu percebo isso. Porque você é uma pessoa que sempre olha para trás e tenta se ajustar e controlar.
Kai: Eu penso frequentemente: “Quando eu estava mais feliz?” e houveram muitos momentos de grande felicidade. Do tipo: “Se isso não é felicidade, então o que é?”. Mas a pequena felicidade, a felicidade que dura por muito tempo no meu coração, quando foi? Eu só pensei nisso e pensei somente em dois momentos que isso aconteceu. Uma, quando eu era um trainee e terminei o dia de prática, peguei o metrô e andei de ônibus para chegar em casa, enquanto bebia uma bebida de 500 won. A outra foi antes de me tornar um trainee, quando eu me mudei para Seoul e me morava somente com minha mãe. Era difícil, mas quando eu penso naquele tempo, eu me sinto feliz. Mas essa é realmente uma lembrança feliz? Acho que, concomitantemente, não é uma lembrança feliz, pois era um tempo difícil. Um dia, faltei o colégio. Eu realmente não queria ir. Saí de casa dizendo a minha mãe que iria ao colégio, mas não fui. Não tinha amigos e muito menos algo em particular para fazer. Eu só liguei o meu mp3 e perambulei sem rumo numa estação próxima. Apenas andando, vendo e escutando música. Então encontrei minha mãe. Minha mãe bateu forte nas minhas costas com minha mochila.
“O que é isso? Porque você está aqui?”, “Não fui a escola pois não quis”, “Onde você estava indo? Pra casa?”, “Não, eu ia tomar sorvete”, “Sério? Então vamos”. Então ela me comprou um sorvete. Eu estava tão feliz. Aqueles dias. Aquele sentimento. O sentimento que já passou, mas as memórias… Eu tenho pensado nisso por um tempo. Eu estava realmente feliz.

P: E você era muito diferente de como é agora (na aparência)?
Kai: Eu era um pouco mais moreno. Um pouco mais moreno e não falava muito. E era somente minha mãe e eu. Foi um tempo difícil, mas eu acho que apesar da dificuldade, nós estávamos felizes. Eu acho que se nós tivéssemos dinheiro naquela época, poderíamos ter sido mais felizes. Mas não acho que você possa se tornar feliz apenas porque tem dinheiro. E você não pode ser feliz só por ter muito tempo. Penso que, ter tudo que você quer é diferente de felicidade. Momentos de verdadeira felicidade apenas passam. Você começa a perceber isso conforme o tempo passa.

P: Deve ser desse jeito que você progride. Enquanto vê, escuta e come coisas boas.
Kai: Eu quero comer também, mas por causa do meu ciso agora… Mais cedo na sessão de fotos, quando você disse que eu deveria tentar gritar, sendo sincero, meu dente doeu demais.

Quotes:
01. Eu não consigo cozinhar. De alguma forma, nunca imaginei que por milho dentro de ovos cozidos a vapor os faria deliciosos. E depois que eu fiz, não estava delicioso. Realmente não estava delicioso. “Porque não está delicioso? Será que é a falta do ketchup?”. Eu me desafiei mais uma vez e coloquei ketchup. Woah, ficou menos delicioso ainda. E então eu percebi, que realmente não consigo cozinhar.

02. Eu gosto da cor vermelha. Honestamente, ela não combina comigo. Não é uma cor que eu escolheria caso alguém me dissesse para usar (numa roupa). Mas apesar disso, eu gosto de vermelho. É uma cor que não tem nada a ver comigo, mas quando a vejo eu gosto como uma “cor”. Mas no meu guarda-roupa tem muito preto e branco.

03. É possível que eu mude completamente no futuro. Eu acho que isso é realmente engraçado. Eu disse que escutava muita música clássica no passado, mas eu não acho mais que seja algo divertido e não me interesso mais sobre, mas daqui a 20 anos é possível que eu goste de música clássica, certo? Sentimentos e sensações são coisas engraçadas e estranhas.

04. A primeira flor que cheirei foram do buquê que recebi na minha formatura. Desde então, toda vez que recebo flores, as cheiro, porque é realmente bom. Mas não chega ao ponto de memorizar a essência de todas as flores, uma por uma. Também não uso perfume frequentemente. Na verdade, eu não gosto muito do perfume que outras pessoas usam.


Créditos: GQ Korea
Trad. ING: choconini_ e aiolosh @ Twitter
Trad. PT-BR: Julia, Carou e Nikolas @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os devidos créditos!

P: Kai, suas danças solo nos shows do EXO são sempre pontos altos… O que se passa pela sua cabeça no meio da performance? Você consegue ouvir a audiência ou apenas a música?
Kai: Cada vez é realmente diferente. Quando eu tenho que mostrar emoções detalhadas durante um solo, eu coloco fones de ouvido e os ponho no volume máximo com a pretensão de me focar apenas na música e em nada mais, então eu posso me afundar completamente (na música). Entretanto, durante performances em grupo eu gosto de me divertir e comunicar com os membros e com os fãs, eu escuto a multidão e sinto o momento. Poucas coisas correm pela minha cabeça quando eu estou atualmente performando! A maioria dos pensamentos acontecem quando estou elaborando e praticando a coreografia e é assim que eu penso sobre o flow médio e as emoções, os pontos chaves para cada movimento, e como apresentá-los.

P: Então é mais básico e emocional dessa forma, estando tão focado e conectado com o seu corpo?
Kai: Eu simplesmente me deixo levar pela emoção, atmosfera e música. Assim como uma canção, a coreografia também tem uma história e eu acredito que a audiência se conecta com a performance quando tudo vem junto como um só. Eu acho, similarmente, eu não sinto nada especial ou emoção particular no ponto mais alto da performance, eu tento manter a emoção ao longo dela. Mas eu fico satisfeito e feliz quando eu entrego a história que quero contar.



Créditos: Dazed Magazine
Via: EXO_FANBASE
Tradução PT-BR: Nikolas @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos!

P: Qual tipo de espera é a mais gratificante quando você está esperando por algo?
Kai: Algo trivial. Por exemplo, quando você pede comida e espera por ela. Coisas como essas é que são a verdadeira felicidade; o sentimento da pequena felicidade.

P: Qual horário do dia o céu fica mais bonito, em sua opinião?
Kai: No pôr do sol. Honestamente, eu nunca pude presenciar muitas vezes o sol nascer, mas eu já vi muitas vezes o sol se pôr e penso que essa imagem é bonita. E tenho aquele mesmo sentimento (de pequena felicidade) que citei anteriormente.

P: Quando você tem a sensação de que o dia é curto?
Kai: Muitas vezes. Quando temos compromissos, eu quase sinto como se todos os dias fossem curtos demais. Nós dormimos por 3 horas e então temos que nos levantar para outro dia cheio de atividades e compromissos. Nós tivemos muitos momentos assim e apenas 30 minutos para fazer qualquer outra coisa. Parece que é uma perda de tempo dormir. E em tempos assim, eu sinto que o dia é curto. É algo especial quando sinto que o dia está sendo ‘longo’, mas basicamente eu sempre sindo que o dia é curto. Quando estou trabalhando, é curto por causa disso. Quando estou num dia de descanso, também é curto. Entretanto, eu me sinto bem, por estar vivendo uma vida ocupada.

P: Qual a coisa mais valiosa a ser vista?
Kai: Pessoas. Tudo que possa ser visto é importante, não?! Eu não sei.

P: Dentre todas as invenções da humanidade, qual fora a melhor delas em sua opinião?
Kai: A linguagem. Nós podemos nos comunicar graças a ela. (risos) Através da linguagem, o ser humano é capaz de interagir, se comunicar e criar emoções. E a linguagem falada é muito melhor que a escrita, pois nós temos de nos comunicar através da conversa.

P: Se você tivesse um gêmeo ou uma doppelganger, qual tipo de pessoa ele seria?
Kai: Uma pessoa comum com personalidade similar a minha. Não saberia dizer o que ele faria se não fosse cantor; provavalmente bailarino. Eu realmente quero saber se ele faria uma escolha diferente da minha no ponto decisivo da minha vida (cantor ou bailarino), e se ele passasse por isso, gostaria de saber qual o resultado. No momento de escolha da minha vida, eu decidi me tornar um cantor, mas acho que ele iria escolher se tornar bailarino. Eu gostaria de me ver atravessar por esta escolha novamente neste aspecto. Há muitos momentos decisivos na vida, e todos eles são importantes, mas se tivesse uma decisão diferente, os resultados seriam totalmente diferentes.

P: Qual a ‘bússola’ da sua vida?
Kai: Da minha vida? A felicidade. (risos) Não tem nada a ver com coisas materiais, mas sim com o que eu estou sentindo.

P: Quando você sente que algo ou o momento é muito “você”?
Kai: Quando eu olho para o relógio e percebo que estou atrasado? (risos) Ou… Vendo um outro lado meu que não sabia que possuía e esse meu lado parece ser muito mais “eu” do que o “eu do presente”? Estranho, não?
No mundo do trabalho, há certas regras que você deve seguir, um certo protocolo de como você deve tratar seus superiores e colegas de trabalho. No entanto, com colegas de trabalho, algumas vezes você esquece das regras e os trata como amigos. Eu me sinto assim quando estou com meus amigos, porque as coisas que eu faço e as palavras que digo quando estou com eles vem do fundo do meu coração.

P: O que é mais importante? O passado, o futuro ou o presente?
Kai: Todos os três são importantes na mesma medida. Não esqueça a razão para ter começado, trabalhe constantemente para aperfeiçoar o seu “eu” do presente e se prepare para o que vai acontecer no futuro. Seja sincero consigo mesmo.

P: Quais são as memórias mais antigas que você se lembra?
Kai: Quando eu estava no pré, havia uma papelaria próxima do meu colégio. Na frente da loja tinha uma máquina, que você colocava 100won e ganhava um presente. Jogar aquilo é algo muito memorável para mim. E também a casa que eu costumava morar. Acho que foi a minha primeira casa? Eu lembro que ficava no primeiro andar.
Memórias que tenho de momentos felizes com a minha família. Quando eu era criança, eu sempre rejeitava os beijos do meu pai e só permitia que a minha mãe me beijasse. Todas essas são algumas das minhas memórias mais antigas.

P: Agora que você é um adulto, em que momento você percebeu que realmente cresceu?
Kai: Quando? Eu percebi no dia das crianças desse ano (Dia 5 de Maio). Eu estava comprando presentes para a minha sobrinha e então disse para a minha mãe pelo telefone que era Dia das Crianças e pedi para ela me mimar um pouco. Ela me rejeitou dizendo que eu não era mais uma criança.
Quando eu era menor, eu me sentia responsável por tomar conta da minha mãe e do meu pai no dia das mães e dia dos pais. Agora que não posso ir mais tão frequentemente para casa visitá-los, eu acabo ligando para eles regularmente. Coisas assim me fizeram perceber que eu realmente cresci. Fora isso não há mais nada nada porque, na verdade, eu penso que todos (incluindo eu) estamos nos tornando mais jovens de coração na medida em que envelhecemos.
Algumas pessoas dizem que há uma diferença nítida entre um adulto de 20 e poucos anos e uma criança, mas eu não penso assim. Os valores que você cultivou desde criança o formarão como adulto. O pensamento de uma criança pode não ser errado ou não ter valor. Não existe uma linha que separa o pensamento de uma pessoa quando criança e o momento em que ela se torna um adulto. Há uma continuidade e apenas quando existe essa continuidade é que você realmente pode crescer como pessoa.



Créditos: username_0114
Trad. ING: dearKIMJONGIN e jonginsg @ Twitter
Trad. PT-BR: Carou, Ynys e Nikolas @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.

Q: Seus pensamentos sobre o ensaio de Kai?
Suho: Eu acho que o traje preto e branco (para o photoshoot) realmente combinou com ele. O conceito do photoshoot ON revelou a sensualidade de Kai enquanto no OFF sua parte inocente realmente foi mostrada. Mesmo no seu modo OFF, talvez por causa de sua pele beijada pelo sol, ele parece tão sexy. Como esperado, Kai é de fato, muito sexy.

Q: Conte sobre seu recente episódio com Kai.
Suho: Eu recebi muitas ligações de Kai desde que ele ficou machucado. Geralmente ele é muito travesso, e é um sentimento bem preocupante quando Kai liga e pede ajuda desse jeito. Eu me senti tão feliz (quando Kai pediu ajuda). Meu coração de alguma forma se sentiu aquecido.


 

Trad. ING: kimjongmelle
Trad. PT-BR: Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.

 
Quando eu danço eu tenho tendência a esquecer do que está ao redor e foco apenas na minha dança. Quando estou dançando eu fico mais feliz, e eu gostaria de trazer a mesma felicidade para os fãs.
O assunto desta sessão de fotos é ON  e OFF, eu acho muito interessante. O eu no trabalho e na vida privada é totalmente diferente.
 

 
ON  é definitivamente sobre trabalho, você poderia dizer que sou uma pessoa introvertida, alguém que passa o tempo calmamente. Porém, quando canto e danço, e também na sessão de fotos de hoje, eu me torno mais apaixonado e entusiasmado. Eu comecei a dançar aos 8 anos de idade e agora parece impossível me imaginar sem dançar.
 

 
Se eu não tivesse me tornado um membro do EXO…. Eu provavelmente iria cursar uma universidade e depois iria ficar preocupado em procurar um emprego, mas eu acredito que a minha vida atualmente (como um membro do EXO) é a melhor para mim, eu sinto felicidade todos os dias e eu estou realmente tendo um ótimo momento. Eu acho que o significado da vida é algo como isso, quando você pode sentir a felicidade que é trazida a cada dia, especialmente quando eu estou dançando, eu me sinto feliz. Quando eu estou dançando eu penso que o ponto mais importante é o “sentimento”. Eu domino minhas emoções e expresso de um modo que eles possam sentir através da dança. Será legal se essas emoções alcançarem o coração daqueles que estão assistindo. Embora nós possamos dizer que nós sentimos felicidade todos os dias, como humanos é claro que vai ter dias que nós vamos nos sentir tristes também, durante esses dias, eu intencionalmente ouço músicas suaves. Ultimamente, eu tenho escutado o cantor/banda canadense ‘The Weeknd’, eu me arrasto em emoções melancólicas *risos*. De alguma forma, eu consigo escapar do sentimento triste quando eu ouço essas músicas.
 

 
OFF, em minha vida privada, você vai provavelmente me encontrar dormindo a maior parte do tempo. Para mim, dormir é um tipo de recuperação (de energias), como um tempo de recarga para mim. Dormir por 12 horas por dia é o ideal *risos*, vocês deveriam tentar. Quando eu fui para a América para o nosso concerto eu gastei o meu tempo livre passeando e fazendo compras. Eu comprei muitas coisas, jaquetas, casacos, suéteres e assim por diante… eu também comprei uma toalha, mas então eu me senti mal porque eu comprei coisas apenas para mim então eu liguei para a minha mãe e minhas irmãs e perguntei se elas queriam algo. Eu comprei utensílios de cozinha para a minha mãe e cosméticos para as minhas irmãs. Elas amaram e ver elas felizes também me faz feliz.
 

 
Eu gosto do ‘simples’ quando se fala de moda. Minha personalidade é simples também. Quando é sobre relacionamentos eu gosto do ‘simples’ também. Eu não gosto de coisas complicadas. eu gosto de garotas simples e doces, aquelas que são parecidas comigo. Você pode não ser capaz de dizer, mas eu sou muito doce~ *risos* Não seria melhor namorar com alguém assim? Quando eu encontrar uma garota assim eu definitivamente vou tomar a iniciativa e me aproximar primeiro.
 


Trad. ING: Exofanbase  Twitter

Trad. PT-BR: Julia; Aldine @ Kai Union Brasil

Revisão: Aldine @ Kai Union Brasil

Créditos de SCANs: Haruru Weibo

Não retirar sem os créditos.

CbZRPTyVIAEn5vo

Perfil do KAI: Nascido do ano do Galo, ele é dono de uma dança irresistível, ele fascina a audiência com performances de palco carismáticas, enquanto no dia-a-dia ele é apenas um pequeno garoto.
 
“Falando sobre canções de amor, eu prefiro Unfair, porque quero que as pessoas e quem amo escutem minha voz.”
 
“Eu não uso emojis, mas quando uso são ‘Emoticon smile’, ‘Emoticon wink’ e ‘Emoticon frown.'”
 
“Meu nome no alfabeto japonês significa ‘aberto’ e meu coração é ‘open mind’ (aberto) então por favor venham até mim sempre que precisarem.”
 
CbZXHk4UYAAoekg

“Sou uma pessoa simples, não gosto de carregar bolsas nem usar acessórios.”
 
“Sempre que vou assistir filmes prefiro os de ação.”
 
“Eu amo ir fazer compras sempre que tenho tempo livre, ultimamente tenho colecionado casacos.”
 
“Na verdade, sou uma pessoa tímida, mas quando sou próximo de alguém sou bem simples, por exemplo, eu fico muito animado quando os membros começam a bagunçar ou quando ouço músicas felizes.”
 
“A respeito de relações humanas, odeio quando pessoas mentem, penso que é melhor sermos honestos uns com os outros.”
 
“Eu sinto saudade dos meus pais, não pude me encontrar com eles ultimamente já que estou muito ocupado. Gostaria de ter uma refeição com minha família logo.”
 
CbaEcn-UEAAZ8xm

Durante o photoshoot, Sehun colocava o queixo no ombro de Jongin e fingia estar dormindo.

 
Suho sobre Kai:

Eu sou mais focado nos vocais, mas gostaria de poder ser o Kai por um dia e tentar performar sua dança.
 
Baekhyun sobre Kai:

Já que Kai é bom em dança, se eu pudesse trocar de corpo com ele eu queria sentir a sensação de saber dançar, e quando eu voltasse para meu corpo, eu poderia treinar e aprimorar minha dança.

 


Trad. ING: kimjongmelle @ Twitter
Trad. PT-BR: Julia @ Kai Union Brasil
Revisão: Carou @ Kai Union Brasil

Não retirar sem os devidos créditos!