kaiunionbrasil.com / fanbase brasileira dedicada a kim jongin

Você foi para Os Alyscamps em Arles por causa da coleção GUCCI Cruise, né? Como foi?

Eu sempre quis ir em um desfile de moda, foi a minha primeira vez. Os Alyscamps eram um cemitério na antiga Roma, o plano de fundo e a orquestra combinaram com lá e tudo se tornou uma obra de arte. Eu pensei “e se eu dançar aqui? E se filmarmos um videoclipe aqui?” e obtive várias inspirações. Recentemente estou planejando várias coisas e queria também tentar coisas novas.

 

Não apenas no placo e atuando, mas outras coisas também?

Sim. É trivial, mas eu vi o desfile, me senti motivado e criei uma conta no Instagram. Vou arquivar imagens como no Pinterest.

 

Estou curioso(a) sobre quais tipos de imagens você vai postar. Que tipo de imagem você acha bonita?

Eu não gosto daquelas muito notáveis. Ao invés de revelá-las abertamente, eu prefiro aquelas que passam um sentimento de “Era assim? Esses detalhes estavam escondidos aqui?” quando eles são descobertos. Na moda, música, e em outras coisas também.

 

Eu pensei que você era uma pessoa chique que atraia a atenção para si mesmo; isso é inesperado.

Várias pessoas me interpretam erroneamente assim, mas eu sou tímido com estranhos com quem não tenho um vasto ciclo de relacionamentos.

 

Você sente um senso de estabilidade em relações simples, mas profundas?

Certo. Quando eu debutei, ou agora, minha relação com os outros é similar. Com os membros, Taemin e Moonkyu.. Além de eu ser tímido com estranhos, as pessoas geralmente se conhecem bebendo em confraternizações. Eu não bebo álcool.

 

Você não gosta de álcool?

Tem um gosto ruim e eu não gosto desse tipo de confraternização. Venha e beba, vamos beber, esse tipo de atmosfera barulhenta. Ao invés de ir a confraternizações com bebida, eu prefiro ficar em casa sozinho, e para esportes, ao invés de jogar, eu prefiro assistir. Recentemente não tenho lido, mas eu lia bastante.

 

Você disse que gosta do gênero dos romances de Higashino Keiko e Bernard Werber. Existe alguma razão para que você prefira histórias com fantasia ao invés de histórias cotidianas?

Eu gosto daquelas que trazem a imaginação para fora da realidade. Eu gosto de imaginar coisas que são difíceis de serem pensadas no dia-a-dia.

 

Você tem sido uma pessoa com rica imaginação desde que era criança?

Eu sonhava bastante. Eu também me imaginava dentro de quadrinhos. Se você olha para crianças, elas imitam animais enquanto dizem “bbiyak-bbiyak” e copiam movimentos de robôs enquanto dizem “piyong-piyong”, certo? Enquanto crescia, acho que também fazia as coisas de forma diferente. Antes de dormir, eu repito um movimento memorável de esportes ou coreografia. Após isso, eu durmo. Para mim, isso é o mesmo que contar carneirinhos.

 

Sobre o que você sonha quando dorme?

Um sonho espetacular. Ontem a noite eu sonhei que estava tremendo porque caí na água e ninguém me abraçou, então estava frio. Será que foi porque eu dormi com o ar condicionado ligado? Haha.

 

As imagens que você obtém nesses sonhos e imaginações se tornam parte de coreografias?

Existem situações em que textos são escritos quando a pessoa se inspira por coisas triviais, certo? A imagem e atmosfera de um momento. Com as coreografias, é igual. Quando eu imagino algumas imagens, eu penso na dança. Acredito que exista um desejo a ser expressado, e eu estou fazendo isso indiretamente. Eu simplesmente quero pegar as coisas da minha cabeça de uma forma bonita.

 

Você espera que as pessoas sintam o mesmo?

É um pouco diferente. Primeiro, é minha satisfação individual. Segundo, que as pessoas gostem do que estão vendo. Terceiro, que perguntem “como você pensou isso?”. Também gosto quando os fãs têm várias interpretações ao assistir minha performance. Porque eu danço pensando em coisas diferentes todas as vezes. Eu acredito que não exista nenhuma apresentação idêntica a outra.

 

Mesmo durante a sessão de fotos, você ficou dançando. Quando você acha que dança mais?

Quando estou feliz ou triste. Já que eu danço todos os dias, a dança faz parte do meu dia-a-dia. Ah, nós temos um dizer entre nós. Você pode descobrir o que as pessoas mais gostam quando eles tomam banho. Aqueles que gostam de cantar, vão cantar, aqueles que gostam de dançar, vão dançar, aqueles que gostam de atuar, vão atuar. Eu danço. Hahaha.

 

Existe um ditado de que uma pessoa autoconsciente não pode dançar. KAI parece uma pessoa autoconsciente.

Não é a mesma coisa que atuar? As pessoas dizem que uma pessoa autoconsciente não pode atuar. A razão pela qual eu não faço freestyle pode ser porque eu sou assim, mas quando estou sozinho não estou amarrado e danço de acordo com o que sinto. É um pouco engraçado, mas quando eu era novo eu me perguntava o porquê de ser eu entre tantas pessoas, se eu era alguém escolhido. Entretanto, hoje em dia eu percebi que essas coisas não são importantes e a coisa mais importante é apenas ser feliz. Por exemplo, fazer o que eu quero em um dia agradável como hoje.

 

Você gosta de dias ensolarados?

Eu gosto do inverno, mas se o tempo estiver agradável, eu gosto do tempo ensolarado do verão. Entretanto, eu não gosto tanto do verão porque não gosto de suar. Um pouco estranho, né?

 

Mesmo no tempo que não gosta, você consegue gostar de um momento brilhante.

Eu gosto desse tipo de percepção. Mas por eu estar na maioria das vezes na cidade e viajar de carro, eu não sei se está realmente calor ou frio. Meu senso de tempo se tornou maçante que um ano parece tão vago. Parece apenas uma parte da minha vida. Uma época como entertainer.

 

Você pensa sobre o futuro distante também?

Estou fazendo esse tipo de trabalho porque é divertido. Eu sempre digo que vou parar se não for mais divertido. Se algo mais divertido aparecer, vou fazer aquilo. Mas olhando para tudo agora, eu não acho que esse seja o caso. Desde que comecei, até agora, agora é o momento mais divertido. Acredito que agora seja o momento que eu possa brilhar ao máximo como entertainer e cantor. Eu quero me devotar a este momento e brilhar até o final.

 

Por que é mais divertido agora?

Por estar fazendo tudo porque quero. E também porque eu sei antes de fazer. Comparando com a era Growl, eu gosto mais de agora.

 

Você aprendeu algo que não sabia no passado?

No passado eu simplesmente gostava de dançar e cantar então escolhi essa carreira, mas agora eu sei todo o processo e me apaixonar por isso. Agora eu escolhi fazer tudo que faço, sessões de fotos, atuar, dançar.. Recentemente, estou em um momento que realmente quero trabalhar. Eu percebi o quanto trabalhar era precioso para mim quando estava descansando após ter meu tornozelo lesionado duas vezes. Então estou feliz por estar ocupado agora.

 

Você usa a palavra “felicidade” com frequência, o que é felicidade para KAI?

Algo que está em nossas vidas cotidianas. Eu não posso chegar a uma definição exata. A única certeza é que, se você quer ser feliz, você tem que encontrar essa felicidade. Eu sei o que devo fazer para ficar feliz, e para chegar a isso, tenho que me esforçar. Quando comecei a carreira como cantor, eu pensei que devia levar felicidade às pessoas. Mas agora, acredito que eu tenho que ser feliz em primeiro lugar.

 

Que esforço você faz para ficar feliz?

Honestamente, eu sou uma pessoa fraca que tem uma mentalidade fraca e me sinto angustiado com frequência. Como sei disso, tento me proteger do estresse externo. A coisa mais fácil é não ler comentários ruins e não se deixar levar facilmente pelas palavras dos outros. Eu faço isso em meus treinamentos.

 

É um talento para pessoas que possuem uma ocupação em que mais que precisam ouvir as palavras e avaliações dos outros.

Eu geralmente não tenho uma autoconsciência como entertainer. Eu odeio coisas como dar tratamento especial para celebridades, e não acho que ter padrões e obrigações especiais porque uma pessoa é celebridade é algo certo.  Eu também sou humano, você também é humano; eu acho que somos todos iguais, humanos. Eu não gosto de ser colocado em patamar superior, nem ser pressionado.

 

Como você respeita os outros?

Eu cumprimento os outros diligentemente. Mas não acho que porque cumprimentei os outros, eles têm que me cumprimentar também. É escolha deles. Eu não pergunto “Por que você não está me cumprimentando?”  Vivendo a vida como um entertainer, há várias vezes que nos perguntamos “Por que eles não estão fazendo isso, ou fazendo aquilo”, mas odeio esse tipo de pressão. E também o que as pessoas não sabem é que, mesmo quando passo uma aparência/impressão forte, minha personalidade não é tão forte. Com os outros também é assim. Eu não posso concluir que alguém é uma pessoa má apenas porque não me cumprimentou.

 

Várias coisas acontecem na vida dos idols aos vinte anos. Embora você tenha 25 anos agora, você debutou sete anos atrás e tem sempre estado no topo, então você deve se sentir como um adulto agora. Que tipo de pessoa é o KAI de 25 anos?

Embora eu esteja lidando com todas minhas responsabilidades como um adulto, eu não sou como um adulto ainda. Eu ainda não sei muito bem sobre o mundo. Geralmente, a essa altura as pessoas aproveitam a faculdade e se preparam para entrar na sociedade. Eu experimentei a sociedade mais cedo e conheci muitas pessoas, mas comparado aos outros, é apenas um pouco mais cedo. Como um entertainer, sete anos pode parecer muita coisa, mas se olharmos para a vida como um todo, é um pequeno período. Também não é tudo.

 

Não agora, mas quando era mais novo, você disse “Eu estarei em meu auge quando estiver com 26 anos”. Agora que você está chegando nesta idade, como se sente?

Naquela época, eu pensei que fisicamente estaria em meu auge. Mas agora, penso que meu auge ainda não chegou. No futuro, gostaria de viver pensando assim também. Durante minha vida toda.

 

Durante sua vida toda, pensar que seu auge ainda não chegou?

Quando morrer, gostaria de me perguntar. Eu fui feliz? Se eu fui, toda a minha vida terá sido meu auge.

 

Quais as palavras que você mais odeia ouvir?

Falando honestamente, “seja forte”.

 

Quais as palavras que você mais deseja ouvir?

“Você trabalhou duro”. Se existir uma dificuldade, eu trabalharei ainda mais duro para superar ela. Eu estou trabalhando muito duro agora também. Essas palavras são suficientes.

 

Trad. ING: choconini_
Trad. PT-BR: Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.

The Star Japan Vol. 3 – Edição de Primavera

 

Continuo crescendo no meu próprio ritmo

KAI [EXO]

 

Como o dançarino principal do EXO, um grupo idol com uma grande popularidade em toda a Ásia, Kai conquista olhares com suas performances sofisticadas. Ele também deu seu primeiro passo em direção à atuação com seu primeiro papel principal no drama da KBS, “Andante”. O homem que encontramos para uma entrevista pouco depois do final das filmagens, respondeu cuidadosamente cada pergunta e além disso declarou “Quero continuar trabalhando duro no que quer que eu faça ao invés de estar meramente satisfeito”.

Nós escutamos a história de Kai, um ídolo que está no topo e se engaja em tudo com muito esforço, seja na performance ou na atuação.

 

P: Nos conte sobre seu papel em Andante, o Shikyung?

KAI: Shikyung é um garoto comum do ensino médio que tem uma personalidade alegre e ama aprontar. A primeira vista, você pode pensar que ele é uma pessoa preguiçosa que não leva nada a sério, mas isso é porque ele teve uma experiência traumática. Apesar dele passar por dificuldades, ele é capaz de enfrentá-las e derrotá-las sem fugir e através disso podemos perceber que ele é uma pessoa perseverante.

 

P: Ouvimos dizer que outros membros do EXO o vêem como alguém que tem um “exterior legal e frio, mas é verdadeiramente uma pessoa calorosa”.

KAI: Acho que eles estão certos (risos). Eu sempre quero fazer o meu melhor pelos outros e sou do tipo muito passional. Então interpreto Shikyung com esse meu lado.

 

P: Shikyung adora jogos, mas do que o Kai gosta mais?

KAI: Hm… O que pode ser… Dormir? (risos) Eu gosto de apenas relaxar e abstrair. Tem vezes que nem coloco o pé pra fora de casa. Quando descanso, sou do tipo de descansar completamente, então provavelmente deixo meus managers nervosos. Quando chega nesse ponto, é impossível me contactar porque provavelmente vou deixar meu telefone sozinho em outro lugar.

 

P: Algo que você tem tido interesse recentemente?

KAI: Assisto a muitos filmes e gosto de malhar na academia. Oh! E também gosto de ir assistir a jogos de futebol.

 

P: Você não joga futebol?

KAI: Não gosto muito de jogar. Seria uma confusão se eu me machucasse jogando. Eu tenho que colocar minhas forças na dança para o EXO, então com o futebol fico satisfeito apenas assistindo. Se quero me exercitar, vou a academia.

 

P: Mas você já foi a um estádio ver um jogo de futebol?

KAI: Sim! Sou um grande fã do Chelsea FC, então quando fui pra Inglaterra, assisti a um jogo deles com os membros. Assistir eles jogando com os meus próprios olhos é uma experiência completamente diferente. Os outros membros não estavam muito interessados em ir, mas eu os forcei a ir comigo e no final todo mundo ficou feliz.

 

P: Há muitas cenas na casa de repouso em Andante, então você já chegou a pensar em coisas como vida e morte durante as filmagens?

KAI: Hmm. Isso pode ser um pouco diferente do que vocês me perguntaram, mas eu pensei em algo. Por exemplo, vamos supor que tenha acontecido um assassinato. Certamente, o culpado será condenado criminalmente e a família da vítima irá querer vingança. Vamos asssumir que o culpado seja sentenciado a morte e seja executado. Mas, só por causa disso, significa que a dor que eu tenho por perder alguém que amo tenha desaparecido? Eu pensei nisso.

 

P: Parece que você pensou em coisas realmente profundas.

KAI: Eu li algo assim num livro. Apesar de parecer que o sofrimento da família da vítima desaparecerá com a execução do culpado, não importa o quanto eu pensasse nisso, não era o caso. Pra simplificar, se alguém roubar algo precioso de mim e isso é algo que apenas uma pessoa no mundo tem e essa pessoa depois vier se desculpar, trazendo algo similar para substituir… Mas esse algo similar seria a mesma coisa da original? Continuo pensando sobre essas coisas.

 

P: Já fazem 7 anos que EOX debutou. O que os membros são pra você?

KAI: Nós temos um relacionamento tão natural agora que eu não sei realmente o que pensar sobre eles (risos). Mesmo que não falemos isso ou expressemos do nosso jeito, nós todos já sabemos que para cada um de nós, somos os mais importantes uns pros outros. A existência deles é muito relaxante e agradável pra mim.

 

P: O que você acha que os outros membros, seus amigos e sua família pensam sobre você?

KAI: Pras pessoas que sou próximo, acho que pensam que sou amigável. Mas pras pessoas que não me conhecem tão bem, vão dizer ‘ele parece frio’, mas isso é apenas o que vêem superficialmente, pois na verdade sou uma pessoa bem passional.

 

P: Você parece ser do tipo que enxerga preciosidade nos mais “chegados”. Os outros membros do EXO compartilham da mesma opinião?

KAI: Sim, eu sou. Os membros? É claro! (risos)

 

P: No drama, Shikyung alcança o ponto de virada na sua vida quando se transfere pra um colégio no interior. Qual foi o ponto de virada na sua vida?

KAI: Quando estava no 6º ano da escola primária, estava pensando em ir pra uma escola secundária focada em artes, mas meu pai sugeriu que fosse pra uma audição da SM Entertainment. Esse foi o ponto de virada na minha vida. Com aquela decisão, minha vida e carreira mudaram felizmente. Foi uma grande guinada na minha vida.

 

P: Numa entrevista anterior, você compartilhou que “ainda quer aprender os charmes da atuação, um por um”, mas e agora que você terminou Andante?

KAI: Claro, não duraria a vida toda, certo? Porque mesmo como um cantor, há ainda muitas coisas que eu não sei sobre (risos). Acho que é melhor não estar satisfeito com tudo que faço, pois quero dar o meu melhor em tudo que faço, com uma atitude de “quero aprender”. Quero continuar como o Jongin que permanecerá crescendo.

 

P: Por favor, deixe uma mensagem para as fãs japonesas que estão se antecipando pelo drama.

KAI: Em Andante, você poderá ver muito do meu lado divertido que não tenho muitas chances de mostrar (risos). Eu acho que Shikyung é um garoto muito fofo. Então, enquanto assistem esse meu lado, seria legal se vocês pudessem aproveitar e relembrar do seu próprio tempo no ensino médio também.

Trad. ING: niniscope
Trad. PT-BR: Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos!

Sua primeira aparição numa revista de moda masculina japonesa!

 

KAI (EXO)
Um encontro com você.

 

Se Kai passasse o natal em Tóquio, que tipo de moda ele gostaria?
Na véspera de natal, ao mesmo tempo, no mesmo lugar, Kai desempenha o papel de três homens que aparecem para um encontro. Seu estilo é baseado em itens da tendência para o dia especial e seu editorial de moda será compartilhado aqui!

 

NOITE FORA
Se Kai for passar uma noite fora

 

“Passar um natal fora com os amigos e se divertindo não parece ruim. Usando uma doublet blouson (jaqueta/blusa de casaco) com um toque dos anos 90 e um vermelho vivo, o modelito urbano natalino está completo. Agora, vamos brindar!”

 

PARA UM ENCONTRO
Se Kai for encontrar “a pessoa”

 

“É hora de esperar pela “pessoa (especial)” com um buquê que a faria feliz. Parece que cores suaves que trazem um sentimento aconchegante ficariam ótimos.”

 

COM A FAMÍLIA
Se Kai passasse o tempo com a família

 

“Talvez seja bom passar o Natal com a família. Mas por não ser muito bom em ser festivo, provavelmente reservarei uma mesa num pequeno bistrô e convidarei meus pais. Me tornei um pouco adulto, certo?”

Kai respondeu “sim, eu tenho!” de forma rápida e séria quando questionado se ele tem interesse po

r moda. Ele é um membro conhecido do EXO, um grupo de canto e dança com uma enorme popularidade em toda a Ásia, e tem um interesse em moda.

 

“Esse é meu primeiro ensaio fotográfico com a MEN’S NON-NO, mas faz um tempo desde a última vez que fiz um ensaio com um conceito, então foi divertido. Para ser honesto, eu ainda não pensei sobre o natal (risos). Enquanto imaginava os cenários durante as fotos, pensei que seria legal estar estiloso para o natal também. Também estou feliz por ter usado algumas roupas que são populares entre os homens japoneses.”

 

Ele mostrou uma pose leve durante as fotos, enquanto também estava prestando atenção nos detalhes das roupas e como elas eram aos olhos.

 

“Eu realmente gosto de roupas, então compro muitas. Eu não tenho muitas oportunidades de usá-las, entretanto. Quando estou trabalhando, costumo usar suéteres. Então fico ansioso quando saio com os membros (do EXO) ou amigos para usar roupas mais estilosas.”

 

Kai aparenta ter esse tipo de sentimento sobre trabalho na moda.

 

“Eu acho que existem muitas diferentes entre o meu trabalho usual com performance e atuação. Mas o que eles tem em comum é ‘expressar algo’. No palco, dou meu melhor na dança e no canto. Na atuação, tenho que me jogar fora e ser outra pessoa. Na moda, temos que estar atentos em como as roupas vão parecer e como vão combinar para as fotos. Todos os métodos são diferentes, mas o fato de algo estar sendo expressado é o mesmo. Parece que eu gosto de ser expressivo.”

 

Em ‘Spring Has Come’ que vai ao ar em janeiro, ele atua como um fotógrafo coreano, Jiwon, que sonha em ter uma carreira de sucesso no Japão. A partir disso a personagem principal feminina, Naoko, o conhece e ele encontra a família dela com seus segredos e conflitos. Enquanto é o único capaz de regenerar família de Naoko, Jiwon é confrontado com seus próprios problemas.

 

“Mesmo no ponto de vista de um homem, eu acho que tem muitas partes do dorama nos quais os leitores do MEN’S NO-NO possam simpatizar, como as atitudes e sentimentos para com uma paixão. A cena com o pai da Naoko deixou a maior impressão em mim, e eu me lembro de ter pensado no meu próprio pai e na minha infância. Seria legal se isso levasse todos a lembrarem de coisas como essas.”

 

Como ele já tinha um interesse no Japão, parece que gostou de ficar um bom tempo aqui para as filmagens. Ele diz que essa foi uma experiência que ultrapassou suas expectativas.

 

“A paisagem urbana é linda e a comida é deliciosa. As pessoas também são muito bondosas e eu realmente só tenho memorias boas. Uma delas foi quando terminei as gravações diárias e andei ao redor do hotel tentando me lembras das falas. Na próxima vez, quero ter mais tempo para passear e comprar mais roupas como estas que estou usando hoje.”

 

Por fim, pedimos uma mensagem para os leitores da MEN’S NON-NO. Ele respondeu com modéstia e muito pensativo.

 

“Geralmente estou fazendo atividades com o meu grupo, EXO. Eu especialmente adoro dançar e dar o meu melhor nisso diariamente. Se alguém tem interesse em dançar, por favor olhem as minhas perfomances. EXO consegue se divertir enquanto canta e dança em todos os palcos no qual passa. É claro que também estamos atentos aos nossos figurinos. Vou estar em um drama japonês dessa vez, então se me ver, se você puder me reconhecer ‘Oh, é ele’ eu ficarei muito feliz.”

 




Trad. ING: niniscope
Trad. PT-BR: Bekka & Lari @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.

Kai (EXO), que é imensamente popular na Ásia, irá estrelar seu primeiro drama japonês!

 

Por ter estudado intensamente o japonês enquanto gravava, ele agora chegou a um ponto onde é capaz de entender nossas perguntas. É seu primeiro drama japonês, então perguntamos a ele o que foi divertido no Japão e como ele aproveitou seu tempo aqui.

 

Com seu primeiro papel em um drama japonês, ele está recebendo bastante atenção.

 

Apenas mais um pouquinho até conhecermos Kai (EXO)!

 

“Eu realmente quis exibir os sentimentos interiores de um homem cujo coração foi magoado por um trauma”

 

Kai estará atuando no drama original da WOWOW chamado “Spring Has Come”. Ele interpretará Lee Jiwon, um fotógrafo coreano no qual a personagem principal, Naoko (Kurashina Kana), conhece sem querer em seu local de trabalho. Após conhecer Naoko, ele logo se relaciona bem com sua família, e é um homem com um coração gentil e cheio de paixão, mas também é uma pessoa em uma situação complexa. Nós pedidos a Kai para compartilhar seus pensamentos sobre esse homem, Jiwon.

 

“Jiwon é uma pessoa muito gentil e delicada. Acredito que ele é uma pessoa que se preocupa em aprofundar seus relacionamentos com os outros, mais do que qualquer outra pessoa. Acredito que seu charme está não apenas só no fato de que ele deseja conhecer mais sobre Naoko, mas também a consideração sincera que tem por sua família. Ele é um personagem com muitos charmes.”

 

Existiu algo que você precisou ter cuidado enquanto atuava nesse tipo de personagem?

“Eu tive que ter um cuidado particular com a diferença entre quando Jiwon está sozinho e quando ele está com Naoko e/ou a família dela. Apesar de Jiwon ser atencioso com os outros, por seu coração estar machucado por algo que ninguém mais sabe o motivo, eu tive de ter cuidado para atuar de uma maneira que a audiência pudesse sentir a diferença. O que temos em comum é que ele (Jiwon) é coreano. O fato de que ele tem sentimentos fortes e personalidade gentil é similar também.”

 

No drama, você performou bem suas falas japonesas, mas na realidade você estudou intensamente pelo bem desse papel, certo?

“Tenho estudado japonês há algum tempo, mas fui capaz de ter mais tempo para estudar graças as filmagens desse drama. Acho que melhorei consideravelmente. Agora consigo falar o que quero em japonês e sou capaz de entender melhor até certo ponto também.”

 

Como ele disse, Kai encheu suas respostas falando japonês aqui e ali, mostrando seu progresso e que realmente melhorou muito.

 

Você gostaria de continuar estudando japonês no futuro?

“Já que consigo falar melhor japonês agora, até certo ponto, minha vontade de continuar estudando aumentou. Estudar japonês de repente se tornou excitante. Japonês também soa fofo, não soa? Eu amo japonês, então quero continuar estudando no futuro. Quando o drama for exibido, talvez eu seja capaz de falar o idioma como um nativo (risos).”

 

PERGUNTAS & RESPOSTAS

 

1) Sobre conseguir o papel no drama, os membros do EXO te deram algum conselho?
R: Não (muito claro). Em vez disso, eles me encorajaram muito. Eu sou o primeiro a aparecer em um drama japonês, então eles me disseram para voltar depois de ter uma boa experiência. Todos ficaram com ciúmes por eu ter conseguido o papel para um drama japonês (risos). É também uma especialidade para nós sermos capazes de ficarmos fora do país por um longo período de tempo. Sou realmente grato que todos eles torceram por mim mesmo que eles estivessem com ciúmes.

 

2) “Spring Has Come” gira em torno do tema “família”. Com quem da sua família você se parece?

KAI: Me disseram que pareço com ambos (pai e mãe), mas se eu tiver de escolher um, acho que escuto pessoas falando que pareço mais com minha mãe. Parece que lembro meu avô materno (risos). Minha personalidade lembra toda minha família. Sou o mais novo, então provavelmente absorvi todos os pontos positivos da minha família.

 

3) Como você lembrava de suas falas para o drama?
KAI: Eu estudava japonês todos os dias! Escrevia minhas linhas todas as noites pra lembrar delas. Quando não conseguia lembrar, saía para dar uma volta. O hotel era realmente apenas um lugar para dormir (risos). Em qualquer outra hora, estava praticando minhas linhas.

 

4) Qual foi a primeira coisa de japonês que você aprendeu?
KAI: Acho que em vez de aprender, primeiro usei japonês. Nos shows do EXO, eu sempre digo a frase “Kai kokoro open mind”. Essa foi a primeira palavra em japonês que eu usei e realmente entendi o significado. “Coração (heart/kokoro)” provavelmente foi a primeira palavra que aprendi. De outra forma, frases que uso no Japão são as que escuto frequentemente durante as gravações, como “uma bicicleta está passando”, “vamos tirar uma foto”, “eventualmente”, “estou de volta”, “bem vindo de volta”, “vá com cuidado”, (risos). Eu usei japonês assim todos os dias.

 

5) Que palavra japonesa você gosta?”
KAI: Eu gosto de “rolando (gorogoro)” e “chacoalhando (katakata)” e outras palavras como essas. (*N/T: são onomatopéias). Eu acho que soa muito fofo. De início, a pronúncia japonesa era muito difícil pra mim, mas meu/minha professor(a) me ensinou bem então eu tenho melhorado.

 

6) Durante as filmagens no Japão, como você se divertiu?
KAI: Eu gosto de comprar roupas, então no dia que cheguei, imediatamente fui comprar roupas. Queria viajar para mais lugares no Japão, mas já que tenho de trabalhar, é difícil. Então ter conseguido essa experiência foi reamente uma faísca de felicidade para mim.

 

7) O que você traz consigo quando vem ao Japão?
KAI: Minha bolsa (risos). Ah, mas isso não é espeficiamente por vir ao Japão, mas porque trouxe comigo para os locais de gravação dessa vez. Eu tinha meu script, um caderno para estudar japonês, laptop, garrafa de shake de proteína e água dentro da minha bolsa. Não costumo andar com minha bolsa e é realmente raro sair com uma. Eu não realmente não gosto de andar com alguma coisa em mãos. Meus celular e minha carteira ficam nos meus bolsos.

 

8) Tem alguma coisa que você quer comprar e levar consigo quando voltar para a Coreia?
R: Eu estive no Japão por um longo tempo, então quando penso sobre voltar, me sinto desolado. Mas isso significa que criei memórias incríveis! Quando estiver deixando o Japão, eu quero comprar hitsumabushi (churrasco de enguia) e levar comigo. Mas se comer muito disso, vou ganhar peso, então tenho que me controlar.

 

9) Você já veio ao Japão sozinho?
KAI: Sim! Também vim no ano passado. Até agora eu estive nas águas termais de Hakone e Okinawa. Na verdade, antes de ser escalado para o drama, queria vir ao Japão para estudar. Não pude vir por conta da minha agenda, mas quando tiver tempo, quero ir a mais lugares.

 

10) Uma mensagem para seus leitores em japonês!
KAI: (falando em japonês) Estou muito nervoso agora (risos). Meu coração está batendo rápido… A filmagem do drama está finalizada. É uma pena (que tenha terminado). Mas quero continuar vindo para o Japão. Por favor, me deem apoio! Farei meu melhor estudando japonês todos os dias. Para 2018, acredito que minhas habilidades no idioma estarão maiores. No momento, meu japonês ainda precisa ser mais trabalho, mas com o apoio de todos, darei meu melhor!

 




 


Trad. ING: niniscope
Trad. PT-BR: Bekka @ Kai Union Brasil
Não retirar sem créditos.

KAI apareceu no estúdio com uma vestimenta bege fina, esbelto e alto, mas também delicado, cercado por uma aura brilhante. Cumprimentou a equipe pessoa por pessoa, e seguiu rumo à área de fotos. Sentou na cadeira, e no início não sabia o que fazer com suas longas pernas. E como se estivesse mostrando uma bela dança, sua posição fluiu para a de um modelo. “Tudo bem sentar no chão?” “Posso me deitar aqui?”… E sem esperar pelas orientações do fotógrafo, assumiu seus próprios movimentos. Assim que a sessão de fotos terminou, fomos até a mesa para uma entrevista. Após distribuir água mineral para a equipe e para o intérprete, pegou uma para si, mostrando seus gestos cavalheiros. Ele respondeu nossa questões com precisão. E, ao final da entrevista, quando pedimos para deixar uma mensagem para os fãs, seu tom rapidamente se tornou leve e gentil.

 

Nos diga o que preparou para o drama.
“Já que interpretei um fotógrafo, estudei câmeras. E por não conseguir falar japonês tão bem, dei o meu melhor estudando a língua.”

 

Parece que você se exercitou para o papel.
“Havia uma cena em que eu tinha que tirar minhas roupas, então eu queria me preparar para isso. Mesmo filmando no Japão, fui me exercitar quando tive tempo. Comecei a malhar a partir do verão de 2016, e agora se tornou um hobby (risos).”

 

‘Spring Has Come’ é um trabalho que retrata as características de uma família. Você sentiu diferenças entre a relação fria da família no dorama e a relação próxima das famílias na Coreia?
“Eu não acho que todas as famílias japonesas são como as retratadas no dorama. Também existem famílias com várias características na Coreia. Então, para além da diferença, eu senti que características diversas e problemas familiares podem existir em qualquer país. E senti muita compaixão por essa situação. Por outro lado, existem características nas famílias japonesas que acho boas, como reuniões em volta de uma kotatsu (mesa japonesa típica com aquecedor) para comer. Inclusive, eu recebi uma kotatsu de presente quando debutei, então já havia usado antes. É pequena e quente, então a amo.”

 

Existem várias cenas que a família está reunida em volta da kotatsu. KAI possui alguma memória parecida com essa?
“Minha mãe é boa cozinheira e ela já preparou uma variedade de refeições para a família. No momento gosto de frango kalbi com mochi. Ela prepara muitos pratos com frutos do mar mas sempre peço frango kalbi. Por ser difícil adequar a minha agenda com a rotina de minha família, infelizmente não fizemos nenhuma refeição juntos recentemente. Eu tenho boas memórias de quando viajei para o exterior com minha família nas férias.”

 

Você se tornou próximo dos seus colegas de trabalho no dorama?
“Sim, nós nos demos muito bem e aproveitamos a filmagem. Eles entenderam que eu estava estudando japonês e me deram apoio em diversas áreas. Também aprendi uma frase interessante. “Você também,” (risos). Naoko (Kurashina Kana) me ensinou.”

 

(Obs: Você como em “omae”, que é informal e apenas usado entre amigos, homens costumam usar mais frequentemente.)

 

“Enquanto líamos nossos roteiros, eu dei DVD’s do EXO para Sano Shiro, que interpreta o pai de Naoko e ele os assistiu por mim. Alguns membros tocam violão, então ele veio me contar quais violões gosta, de quais cantores coreanos famosos gosta e outras coisas. Outros membros da equipe também me ajudaram com o hiragana (alfabeto japonês) e eu fui capaz de me divertir bastante. Enquanto filmava, consegui lembrar bem do hiragana, mas como não leio faz tempo, provavelmente não consigo me lembrar até ver novamente (risos).”

 

Parece que a música do EXO ‘Lovin You Mo’ foi colocada como tema do dorama.
“Já que o dorama mostra o relacionamento familiar, é um pouco diferente do amor de casais, mas é uma música que foca no que é comum nos dois tipos de relacionamento.”

 

Qual a diferença entre amor familiar e amor de um casal?
“Acredito que quando você se apaixona, você não necessariamente pensa de imediato sobre querer uma família com aquela pessoa. Porque o amor pode se desenvolver e posteriormente resultar em uma família. É diferente, mas também parecido de alguma forma.”

 

Além de ‘Spring Has Come’, você também apareceu em ‘Andante’, mas já que você é bom na dança, já considerou algum dorama de ação onde pudesse usar seu corpo?
“Um dorama de ação parece legal! Mas infelizmente, em “Spring Has Come”, a única cena que eu usei meu corpo foi quando apanhei (risada explosiva).”

 

Aquela cena parece difícil.
“Foi mais engraçada do que difícil. Talvez porque eu tenha apanhado muito (risos).”

 

Por favor, deixe uma mensagem para seus fãs.
“Olá. Sou o KAI. Por favor, deem muito amor e apoio para “Spring Has Come”. É um dorama sobre o relacionamento de uma família e o amor e sentimentos envolvidos e também mostra um lado de mim diferente do que costumo mostrar. Eu ficarei feliz se todos que assistissem o dorama chorassem muito, rissem muito, e aproveitassem ele. Além disso, também deem muito apoio à VOGUE Japão e ao canal WOWOW!”

 



 


Trad. ING: niniscope
Trad. PT-BR: Bekka & Mandy @ Kai Union Brasil
Não retirar sem créditos.

I AM KAI
– (EXO)

 

Kai, membro do EXO, um grupo sul-coreano popular mundialmente, vai estrelar seu primeiro drama japonês! Nós vamos entregar os charmes do KAI, na sua primeira aparição na revista Mini, com tópicos como sua estádia de longo prazo no Japão, família, e perguntas e respostas.

 

Nós soubemos que você ficou no Japão aproximadamente um mês para gravar o drama. O que você descobriu de encantador sobre o Japão?
“Eu descobri muitos encantos nas pessoas e nas cidades, então não posso escolher apenas uma coisa. Na Coreia, é uma forma de intimidade dar algo que você já está comendo para outra pessoa, mas não existe isso no Japão, certo? Eu também aprendi algumas diferenças culturai no Japão como não ser adequado pegar comida de um prato compartilhado com seu próprio hashi. Também gostei de caminhar pelo hotel ouvindo música quando a gravação terminava.”

 

Você nunca encontrou fãs enquanto estava na cidade?
“Quando parecia que eu ia encontrar, tomava um caminho diferente deles. Pode parecer que quando você anda sozinho, possa ser encontrado mais facilmente, mas pelo contrário, eu estava bem (risos).”

 

(Risos) Os outros membros assistem seus trabalhos e falam suas impressões para você, como atores?
“Por sermos todos interessados e darmos apoio uns aos outros, fazemos isso com frequência. D.O. assiste um drama que gravei, “Andante”, e me diz “você foi bem”. XIUMIN também assiste tudo e me disse “Você é realmente bom. Vai ser ótimo se você continuar a progredir como ator.” Por eu ter falado para o XIUMIN que eu assisti o dele, talvez seja por isso que ele tenha assistido o meu em retorno (risos).”

 

Parece que eles vão assistir ‘Spring Has Come’ por você também (risos). Você tem alguma similaridade com Jiwon, personagem que você está interpretando dessa vez?
“Tudo bem se eu compartilhar algo que tenho inveja nele, ao invés de semelhança? Jiwon é alguém que se aproxima da garota que ele ama com gentileza e vai tão longe ao ponto de levar mudança para a família destruída dela. Eu também estou me esforçando para ser uma pessoa calorosa, como Jiwon, mas é bem difícil porque eu sou bem tímido.”

 

Parecem haver cenas que atingem nossos corações, como quando você está colocando um cachecol nela (Naoko)
“Enquanto filmava essa cena, pensei que se o cachecol fosse muito longo, seria difícil de colocar. Quando vamos colocar em alguém, devemos ter certeza de que é um pouco mais curto (risos). Parece que aprendi coisas da vida cotidiana através da atuação. Então pessoas, quando você dar um cachecol para um homem pensando ‘Eu quero que ele coloque em mim quando estiver frio’, então eu recomendo um cachecol mais curto (risos).”

 

Há cenas em que você faz comida caseira. Mas você normalmente fica na cozinha?
“Gravar essa cena foi difícil porque os ossos do peixe estavam realmente duros e tinha um cheiro forte. Foi difícil demonstrar cozinhar bem quando, para começo de conversa, eu nem cozinho. Mas se alguém quiser que eu faça, eu tentarei o meu melhor. Quero também cozinhar para os membros, mas todos sabem o meu nível de habilidade na cozinha, então eles não vão querer comer o que eu fizer (risos).”

 

Esse drama é uma história de amor, mas também uma história familiar. O que “família” significa para você?
“Para mim, família é como um ninho para o qual posso voltar a qualquer momento. Quando as coisas ficam difícil, quando ficam agradáveis ou mesmo quando não tem nada acontecendo, eles são as pessoas que sempre confiarei para me animar. Quando estou com minha família, eu ganho forças.”

 

O drama também mostra os segredos entre os membros da família. Você é do tipo que compartilha qualquer coisa?
“Eu sou mais do tipo que guarda segredos. Me pergunto se minha mãe ouvir sobre isso, ela ficará chocada? Não acredito que tenha alguém no mundo que possa confessar todas as coisas (risos). Mas se guardo segredos, minha mãe vai rapidamente ver através de mim. Ela vai perguntar se algo está errado, e naquele momento, eu compartilharei com ela.”

 

Por último, por favor, deixe uma mensagem para nossos leitores!
“Ouvi falar que os leitores da MINI estão na casa dos 20 anos. Eu também estou nessa faixa etária. Seria bom se pudéssemos ser amigos. Estou feliz que pude ter a chance de falar com vocês dessa forma. ‘Spring Has Come’ é uma história de amor que toca o coração e também é uma emocionante história familiar. Espero que o drama receba muito amor. Espero também mostrar um lado mais legal de mim no Japão, então por favor, lembrem meu nome. Na próxima vez que nos encontrarmos, vou falar de maneira informal porque temos a mesma idade (risos). Sejam felizes!”

 

PERGUNTAS & RESPOSTAS

 

P: Que tipo de música você tem ouvido recentemente?
KAI: Música Black.

 

P: Filme preferido que você viu recentemente?
KAI: O filme coreano “Midnight Runners” e “Kingsman: The Golden Circle”.

 

P: Recomende um livro que você tenha lido recentemente.
KAI: “Let Me Eat Your Pancreas”, de Sumino Yoru. Quero ver o filme também.

 

P: Um lugar no Japão que você goste.
KAI: A rua da Bonjour Records, em Daikanyama.

 

P: Você consegue dormir facilmente?
KAI: Depende do que está acontecendo. Quando eu penso: “Tenho que acordar cedo amanhã, então eu devo dormir!”, de alguma forma não consigo cair no sono.

 

P: Você é bom com limpeza?
KAI: Não sou bom, mas faço apropriadamente (risos). Se eu sair e deixar roupas em todos os lugares, vou arrumar quando voltar. Acredito que é melhor ser organizado.

 

P: Exatas ou Humanas?
KAI: Gosto de ambas. Antes de entrar no segundo ano do colegial, quando entrei para a agência, estava estudando muito, então acho que as minhas notas eram boas em ambas as áreas (risos).

 

P: Algo que você tenha perdido recentemente?
KAI: Eu perco coisas com muita frequência, então tento ficar de olho em tudo, mas perdi meus fones de ouvido. Recentemente comprei 5 fones de ouvido sem fio da Apple, mas em uma semana, eu perdi 4 deles. Meu manager também fica de olho em mim por causa disso. Dois dias atrás eu deixei eles no estúdio de gravação, então ele trouxe os fones de volta para mim (risos).

 

P: Lanches (leves) que você gosta de receber?
KAI: Originalmente, eu gosto muito de doces, mas os troquei por frutas por causa das restrições da minha dieta. Então todos os meus lanches viraram frutas. Mas se eu puder ganhar doces de vez em quando, fico feliz.

 

P: Você responde mensagens rapidamente?
KAI: Quando não tenho nada para fazer, sou rápido, mas na maioria do tempo, sou lento. Eu sempre deixo meu telefone no lugar errado e geralmente não pego ele de volta rapidamente, então minhas mensagens se acumulam. É tranquilo pra mim, mas parece frustrar as pessoas à minha volta (risos).

 

P: Melhor música para karokê?
KAI: Eu não vou a karaokês!

 

P: Item de moda que você gosta?
KAI: Nesse outono eu comprei muitas jaquetas.

 

P: Você coleciona alguma coisa?
KAI: Não. Eu vou perder elas de todo jeito (risos).

 

P: Se você não tivesse entrado para a indústria do entretenimento?
KAI: Provavelmente estaria fazendo balé, que fiz por muito tempo, ou talvez dando tudo de mim em outra coisa.

 

P: Que tipo de criança você era?
KAI: Uma criança quieta e gentil. Eu mudei muito desde o debut.

 

P: Se você tivesse um dia de folga, o que faria?
KAI: Eu iria passear pelas cidades do Japão e comer algum ramen delicioso! Sou um ser humano simples (risos).

 

P: Se você pudesse ser uma garota por um dia, o que gostaria de fazer?
KAI: Nada em particular. Não acho que há diferenças entre ser garoto e garota.

 

P: Algo que você queira fazer antes de morrer?
KAI: Eu gosto de futebol, então quero conseguir ingressos para a temporada do time inglês Chelsea FC e assistir os jogos!

 

P: Qual é a coisa mais assustadora do mundo?
KAI: As pessoas.

 

 


Trad. ING: niniscope
Trad. PT-BR: Mandy @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.

Atuação, Família, Passado, Futuro… O cenário que está ao alcance dos olhos

 

KAI, membro do principal grupo asiático, EXO, sempre está em busca de se expressar seriamente como um “artista” e irá atuar no Japão pela primeira vez. Como ele se sente agora que está na primeira fileira de se tornar um “expressionista?”

 

“Tanto para a atuação, quanto para a língua japonesa, eu os assumi com todas as minhas forças.”

 

KAI, que captura os olhares de mulheres por todo o mundo com sua dança irresistível, que deixa os telespectadores sem ar, e com seu carisma. Com apenas isso, ele consegue conquistar o interesse de qualquer pessoa, mas ao saber que ele irá estrelar o dorama remake do trabalho de Mukoda Kuniko “Spring Has Come”, nós arrumamos um horário para uma entrevista.

 

Ele diz que enquanto gravava, o que mais o preocupava era a língua japonesa. “É bem difícil”, diz ele. A forma como ele dá seu melhor para se comunicar conosco em japonês é adorável. “Eu treinei todos os dias. E por causa disso, meu japonês melhorou a cada dia” disse em japonês. Antes que percebesse, a equipe ao redor emergiu em aplausos, fazendo-o sorrir alegremente. Quando você pensa que viu todos seus charmes, ele repentinamente nos mostra uma expressão brilhante quando o tema da conversa muda para o dorama. Essa abertura é um de seus vários pontos encantadores.

 

“Eu faço o papel de Jiwon, um fotógrafo coreano que está passando por momentos de dor e sofrimento. Trazer suas emoções mais profundas à tona e expressar essas emoções em palavras japonesas… Eu estava preocupado com isso também. Graças à equipe e meus colegas de trabalho, consegui me comunicar aos poucos. Perto do fim do dorama, Naoko, interpretada por Kurashina Kana, passou a estudar a língua coreana. Enquanto eu estudava japonês e ela estudava coreano, nós fomos capazes de trocar algumas palavras e nos comunicar, e eu fiquei bem feliz com isso. A gravação aconteceu na última primavera.”

 

“Uma memória boa que eu tenho é de quando eu tirei foto das flores de cerejeiras e da cena do festival do dorama, com a câmera profissional que prepararam para mim. Eu apenas tinha ouvido falar antes, mas as flores de cerejeiras japonesas são realmente lindas! Agora eu entendo o sentimento de querer tirar várias e várias fotos delas. Eu fiquei impressionado com minha primeira (ele disse essa palavra em japonês) experiência. Ao ouvir que eles podem usar as fotos que eu tirei para o dorama, eu estou ansioso por isso.”

 

Um dos tópicos importantes abordados no dorama é “o vínculo familiar”, e há uma cena importante onde Jiwon cozinha para a família de Naoko.

 

Mas para KAI, “Cozinhar? Não consigo cozinhar de forma alguma.” Ele compartilha rindo. “Já tentei cozinhar sozinho. Mas não é algo que eu daria para outra pessoa comer. Então, se eu tivesse que cozinhar para todos, acho que eu prepararia uma refeição em que não fosse falhar, para que todo mundo possa comer deliciosamente. Macarrão instantâneo! Já que peixe-espada é cozinhado e servido no dorama, que tal ramen com peixe-espada? (Risos).

 

O pai de Naoko, interpretado por Shiro Sano, e Jiwon, possuem uma cena onde expõem seus sentimentos através do álcool. Kai também bebe com seu pai?

 

“Eu normalmente não tomo bebidas alcoólicas, e nem meu pai. Então eu nunca fiz algo parecido com o que acontece no dorama. Meu pai é uma pessoa bem agradável e viril. Ele é bem simples, e um homem de poucas palavras. Eu puxei minha mãe no que diz respeito a gostar de falar mais, mas quando estamos apenas nós dois (Kai e seu pai), acabamos em silêncio. Mas entre nós, há coisas que entendemos sobre o outro através de nosso silêncio. E ainda mais por sermos família. Por exemplo, é assim quando estamos fora passeando casualmente juntos. Então entre meu pai e eu, não precisamos de muitas palavras. Eu sei que ele se preocupa comigo diariamente mais do que qualquer outra pessoa, e parece que ele fala de mim com frequência quando não estou por perto (risos).”

 

Sua aparência é como se pudesse ser qualquer pessoa de sua faixa etária e parece amigável. Mas, como um artista que fica na frente das câmeras e expectadores, deve haver vários coisas que carrega em seus ombros. Por exemplo, quando ele machucou seu tornozelo no começo da turnê no ano passado e não pode participar das performances. Como ele superou o período frustrante de não ser capaz de dançar?

 

“Foi um período bem difícil. Mas não havia nada que eu pudesse fazer, exceto focar nas coisas que podia fazer, com todas minhas habilidades, uma por uma. Enquanto isso, me recuperei da lesão. Quando pude dançar novamente, parecia que “a primavera chegou” (referência ao título do dorama)! Desse dia, eu não consigo esquecer do prazer de poder estar no palco novamente. Há um ditado que sigo. “Mesmo que você não dê o seu melhor, se você está feliz, então está tudo bem.” É bom quando as pessoas têm força e coragem de encarar seus problemas, mas se você sente que é difícil demais encará-los, está tudo bem em deixar de lado e deixar o tempo curar. Acredito que as pessoas nasceram para buscar a felicidade. E no nosso ritmo e com nossos próprios métodos, se pudermos ficar felizes enquanto fazemos o melhor que podemos, acredito que isso é magnífico.”

 


 


Trad. ING: niniscope
Trad. PT-BR: Mandy @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos!

Artista e ator, jovem e adolescente, sexy porém simples.

 

DUALISMO

 

2 faces que mudam de uma hora para outra.

 

Enquanto incorpora extrema emoção com sua dança digna de um Deus, muda a atmosfera completamente ao expressar uma simples quietude em sua atuação, que comove o coração das pessoas.
Kai, membro do grupo popular EXO, tem aberto um novo caminho em sua carreira ao estrelar seu primeiro papel principal num drama japonês da WOWOW, ‘Spring Has Come’ (A Primavera Chegou). Às vezes se comportando como um adulto, em outras cheio de uma inocência infantil, nós focamos na mais recente faceta de Kai.

 

“O coração é a chave para um amor duradouro. Então a comunicação deve vir primeiro.”

 

No drama, ele interpreta um fotógrafo que se apaixona após um inesperado encontro. Quando perguntado se poderia se apaixonar numa situação parecida, ele distintamente responde: “Talvez sim, talvez não. O coração é mais importante que a aparência. Para se ter um amor duradouro, quero saber o que está dentro do coração da pessoa, então a comunicação deve vir primeiro, é essencial. De qualquer forma, o coração/sentimento é o mais importante pra mim.”

 

“‘Rolando’, ‘Fazendo barulho’ e ‘chocando-se’. Gosto de palavras japonesas que soem fofas.”

 

Kai memorizou o hiragana, mas o script estava cheio de katakana e kanji! “Houve uma ocasião em que estava penando para gravar minhas falas, então quis ir a um café para mudar o ambiente e andei por Tóquio, que era onde estava ficando, mas voltei pro quarto do hotel sem encontrar um.” Então ele lê as palavras na capa da MAQUIA para demonstrar sua evolução. “Minha habilidade com o japonês pulou de 0 pra 6!” disse enquanto ria.

 

“Meu sonho já se tornou realidade. Mas ainda não tive o suficiente dele e acho que nunca terei.”

 

No momento final que nossos olhos se encontraram, o olhar de Kai atravessa o coração. Assim que desfez alguns dos botões de sua camiseta, seu abdome treinado apareceu, fazendo com que a aura viril do rapaz de 23 (idade internacional) anos aparecesse. Mas antes que possa se perceber, Kai demonstra um sorriso tímido como um rapaz jovem e conforme ele fala, sua atenção se volta para seus lábios se mexendo, te deixando indefesa. De acordo com a voz das ruas, Kai é membro do grupo popular EXO; que tem vasta fanbase em toda a Ásia. Kai é conhecido por seu carisma e sua habilidade com a dança, como um Deus, e também é conhecido por ser capaz de fazer tudo assim que está no palco. “O sonho que persegui desde a juventude já se tornou realidade, mas ainda não estou satisfeito. É como o meu dever de casa praticar mais depois de praticar e aceitar mais desafios após desafios”, ele compartilha.

 

Mas agora um novo dever de casa entrou em seu caminho; debutar na atuação em dramas japoneses. Além disso: num papel principal! “Os membros estavam todos curiosos do porquê ter sido escolhido para esse papel (risos). Acho que é porque somos rapazes que se apoiam através de frases curtas como ‘dê o seu melhor’ e ‘fique firme’, mas recebi muito encorajamento através dessas palavras”. Ele atuará como o fotógrafo coreano Lee Jiwon, no drama ‘Spring Has Come’ que será transmitido em janeiro. De maneira instintiva, ele se aproxima dos fotógrafos profissionais com suas perguntas e aprende sobre o intervalo entre os cliques etc para entrar no personagem.

 

“Atores trabalham com uma atitude diferente e o sentimento que trazem pro local de trabalho também é diferente. No palco, você atrai a audiência como um todo, então sempre ponho meu tudo e minha sinceridade em minha dança. Entretanto, um drama deve expressar menos emoção e focar mais nos momentos e nas mudanças de cena. Apesar da barreira linguística, aproveitei a chance e me aproximava positivamente das pessoas para iniciar conversas. Estou feliz por ter me dado bem com todos no set”. Conforme termina a frase, todos os membros da equipe concordam com a cabeça num consenso.

 

Esse é o KAI, que às vezes aparenta ser alguém completamente diferente por conta de seus momentos “on” e “off” tão distintos. Possui charmes que transbordam e são irresistíveis e que te farão cair de amores por ele, desesperadamente, te tornando apegada. Agora, com uma nova faceta como ator para ser adicionado aos seus talentos, Kai se tornou ainda mais viciante.

 


 


Trad. ING: niniscope
Trad. PT-BR: Carou @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.

Um membro do grupo de canto e dança mais popular da Ásia, Kai do EXO protagonizará o drama japonês “Spring Has Come” (A Primavera Chegou) que está quase finalizado. O diretor e staffs compartilham seus pensamentos sobre a presença de Kai, que contrasta com a imagem carismática que ele possui quando está no palco.

 

“Acima de tudo, seja humano”.
Kai leva consigo os ensinamentos de seu pai mais do que tudo.

 

“Desculpe por não ser capaz de ler perfeitamente”. Ficamos sabendo que Kai disse isso quando leu o script pela primeira vez; ele estava nervoso e com a voz trêmula. O Produtor Matsunaga Aya, que estava por perto, notou que o script que estava com Kai já possuía notas e marcações feitas pelo cantor.

 

“Acredito que tenha sido difícil atuar em japonês num país que não se está acostumado a trabalhar. É apenas normal/natural que ele não tenha conseguido ler perfeitamente na primeira vez. Mas eu percebi que Kai fez o possível para chegar o mais próximo do ideal e fiquei impressionado com isso.”

 

Em adição ao Produtor Matsunaga que relembrou a situação apontada anteriormente, muitos staffs se tornaram fãs de Kai após presenciar sua paciência e educação. Kazuko, a irmã mais nova da autora original do drama (Mukoda Kuniko), conheceu Kai após ir ao concerto de EXO no Tokyo Dome durante o último inverno. Ela também ficou impressionada com os modos e educação de Jongin e proclamou: “ele é um jovem muito maduro!”.

 

Além de demonstrar suas habilidades de dança e canto nos palcos, Kai parece cativar e fascinar todos que o conhecem, um por um. É claro que sua beleza e bom estilo somam ao seu charme, mas conforme entrevistavamos os membros da equipe de staffs, descobrimos que há muito mais apreço e apego ao que vem de dentro do que se aparenta por fora. Cumprimentos sinceros, gentileza e ótimo comportamento. Quando dissemos ao Kai sobre todos concordarem sobre sua personalidade maravilhosa, ele respondeu tímido: “Eles notaram esses gestos tão pequenos…? Me sinto muito grato.”

 

“Desde pequeno, meu pai sempre me disse pra ‘ser humano acima de tudo’, mas ele nunca me disse o que fazer especificamente. Então pensei no que poderia fazer por mim mesmo, para ser reconhecido como um ser humano independentemente de onde esteja. Isso foi quando comecei a sempre querer permanecer sendo gentil e modesto.”

 

Escutar palavras, ler palavras, pensar sobre elas e sobre o peso que elas contém. Como leitor e trabalhador árduo, nós acreditamos que Kai sempre encarou cada e toda “palavra” com sinceridade. O Produtor Matsunaga analisou as habilidades de atuação e expressões de Kai e como elas também estão presentes durante suas performances de canto e dança: “por ele ter sido sempre capaz de expressar suas sinceras e profundas emoções no palco, penso que talvez também seja por esse motivo que ele é ótimo em expressar a essência e peso de diversas emoções através da atuação”.

 

Tomonari Nishinaga, um diretor de fotografia que estava presente durante as cenas filmadas na Coreia, compartilhou que: “quado fixava a câmera nele, sua expressão de tristeza atravessava as lentes como se estivesse olhando uma pintura. Isso instintivamente tirou o meu fôlego.”

 

Kai ainda compartilha:
“Quando li o script pela primeira vez, pensei que seria sobre uma família como outra qualquer, mas notei que as emoções estavam formadas delicadamente em cada detalhe. A sensação de amar outra pessoa, a sensação de cuidado para com a família são diferentes do que estou acostumado na Coreia, então achei isso interessante. A família passou por mudanças devido a existência do meu personagem e realmente senti que foi uma experiência que me recompensou.”

 

Kai atua como um homem misterioso que de alguma forma “provoca” uma mulher que se encontra na idade para se casar. Todos nós pensávamos que o universo delicado, único e emocionante criado pela autora Mukoda Kuniko seria pesado demais para o Kai de apenas 23 anos (idade internacional), mas sua aura calma e introspectiva nos impressionou e mostrou que ele é um ótimo candidato ao mundo dos dramas também!

 

“Mesmo se repassasse as falas em japonês de novo e de novo, ainda me sentia inseguro.”
– Kai

 

Porém, a parede imposta pela língua japonesa sempre esteve a sua frente.

 

“Quando olho pra trás e relembro de como me saí, penso que não fui tão bem assim. Pelo japonês não ser a minha língua nativa, não tenho certeza se entreguei as emoções certas ao dizer as palavras. Então mesmo que repetisse as falas e lembrasse delas de novo e de novo, não tinha outra alternativa além de me preocupar e me sentir inseguro. Enquanto decorava o script, usei uma caneta que possuía três cores e que eu usava na Coreia para escrever notas. Queria perguntar ao diretor sobre emoções, circunstâncias e outras informações sobre o contexto de cenas que estava inseguro antes de ir pras gravações. Mas dessa vez houve mais situações onde era mais simples perguntar imediatamente do que tomar notas e perguntar depois.”

 

Apesar disso, parece que a melhora de Kai na língua japonesa surpreendeu os staffs e eles também puderam presenciar a sua jornada com um toque de humor.

 

“Ele diria aos staffs que dormiram e chegaram atrasados: ‘Senti sua falta!’ com um sorriso enorme no rosto e o astral do lugar simplesmente se iluminaria de uma vez só.”
– Produtor Matsunaga

 

“Quando estávamos filmando em Jeju, ele veio e disse: ‘esse é o meu cup ramyun favorito. Mas pode possivelmente bagunçar seu estômago, então por favor só coma antes de um dia de folga!’, ele prosseguiu e deu a cada um dos staffs um cup ramyun. O verdadeiro motivo pro aviso foi pelo ramyun ser muito apimentado (risos). Depois disso pude perceber que Kai tinha um lado brincalhão e juvenil também”.
– Diretor Kawai Hayato

 

“Sempre haviam risadas ao redor de Kai. Quando um staff gritava algo como ‘uma bicicleta está vindo!’ ele iria se juntar ao staff e gritar também (risos).”
– Produtor Assistente Kosuge Yukano

 

O Diretor Kawai Hayato também relatou ter se emocionado com suas últimas impressões sobre Kai quando ele disse ao final das filmagens: ‘quero fazer tudo novamente’, com uma expressão calorosa. Sua juventude somada a sua habilidade de unir todos ao seu redor, os iluminando, é realmente como uma Primavera.


Trad. ING: niniscope
Trad. PT-BR: Bekka & Carou @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.

O que um concerto significa para o Kai?
KAI: Para certo público, significa um espaço pra aproveitar a música, para outros é uma memória preciosa e para outros pode ser um jeito de aliviar o estresse. Seja qual for o sentimento que o público trouxer para o concerto, espero que voltem pra casa satisfeitos. Como esperado, fiquei muito feliz pelas apresentações que realizamos. O palco é o lugar em que me divirto. O lugar onde posso fazer o que gosto e mostrar o resultado do meu árduo trabalho. Então eu gosto de concertos.

 

Já se sentiu inútil (sentimento de vazio) depois do concerto? Como você aquieta a inutilidade após sair dos palcos?
KAI: Me senti muito estranho depois de realizarmos o encerramento dessa turnê. Me senti triste, renovado, feliz e vazio. Por ter uma vontade tão grande de subir ao palco, depois de sair dele, o efeito após a apresentação foi meio grande. Não acho que há uma maneira específica de afastar esse vazio. Apenas escuto música. Encontro músicas que gosto, escuto elas e passo o tempo pensando sobre a próxima apresentação. Me aquieto e deixo o tempo passar fazendo isso.

 

Antes de performar no The EXO’rDIUM [dot], qual foi o mesmo que você se sentiu mais tenso/nervoso?
KAI: Me senti mais nervoso enquanto aguardávamos para a abertura com “MAMA” e a primeira música do último seguimento do concerto, “LOTTO”. Enquanto pensava ‘será que preparei a coreografia perfeitamente?’, eu fiz uma simulação na minha mente especialmente antes de apresentar Lotto. Mesmo depois do concerto terminar, penso que não consegui me sentir relaxado imediatamente.

 

O que a dança significa para Kai, que é considerado o melhor performer no EXO?
KAI: Comecei a dançar quando tinha 8 anos, então tenho dançado por quase 16 anos. Agora não penso em encontrar um significado especial. Já é o meu dia-a-dia, a minha rotina, ao ponto de poder dizer que representa a minha vida.

 

Você mostrou seus abs no The EXO’rDIUM [dot], como controlou sua dieta?
KAI: Desde o ano passado, em outubro, comecei a me exercitar e controlar minha dieta. Tomava shake de proteína duas vezes ao dia, 10 pacotinhos shake de peito de frago por dia. Apenas comia proteína através das minhas três refeições diárias. Depois de um tempo, os exercícios e a dieta se tornaram um hábito. Foi divertido.

 

Foi divertido? No palco você não disse “Foi difícil poder mostrar isso para as EXO-Ls. Foi realmente difícil!”? Haha. Pareceu ser bem difícil, então quando você quase desistiu do seu ‘tanquinho’?
KAI: Não houve uma ocasião em que quis desistir, mas foi realmente difícil evitar os lanchinhos noturnos. Passei por isso pensando nas EXO-Ls. Quando tomava o shake de peito de frango, pensava: é mesmo frango, como pode ter o gosto tão diferente?! Haha. Eu realmente gosto de frango, mas agora não posso mais comer o tanto que comia no passado. Hoje em dia eu aproveito e como pizza!

 

Você ainda mantém os abs que mostrou no The EXO’rDIUM [dot]?
KAI: Não. Diminuiu um pouco. Na época, eu não tinha um ‘six pack’, mas sim ‘eight pack’. O abdome geralmente tem 6 quadrantes, certo. Naquela época tinha 8 ao invés de 6, mas já que diminuiu, tenho 6 agora.

 

Na época, quem foi o membro que tinha mais inveja dos seus abs?
KAI: De um modo geral, todos os nossos membros possuem bom físico. Talvez todos eles estejam escondendo seus ‘six pack’. Sehun e eu malhamos juntos e me vendo com abs, ele pensou sobre e depois me disse “Irei me exercitar e mostrar uma performance sexy no próximo concerto”. Então podem esperar por isso.

 

Qual foi o momento mais difícil nos ensaios para o concerto?
KAI: Não houve nenhum momento difícil. Toda prática era divertida e aproveitável, por ter essa vontade de praticar mais para mostrar uma boa performance no palco.

 

Durante o The EXO’rDIUM [dot], qual foi o momento que você pensou “ah, esse membro é realmente legal” e ficou impressionado?
KAI: Fico impressionado com a performance do Chen hyung todas as vezes. Especialmente quando ele canta as notas agudas em ‘Drop That’, ele realmente parece legal.

 

Durante o The EXO’rDIUM [dot], qual foi o momento que você se sentiu grato aos membros?
KAI: Sou grato só pelo fato de ninguém ter se machucado e estarmos no palco juntos. Também sou grato pelo tempo em que estava machucado e os membros preencheram meu espaço e esperaram por mim.

 

Olhando para as performances do The EXO’rDIUM [dot], é possível sentir que o EXO se tornou mais íntimo que antes. Houve uma ocasião em que você sentiu isso?
KAI: Não é natural se tornar íntimo depois de estarmos juntos por 5 anos? Haha. Na realidade, não é fácil se tornar próximo de todos os membros, mas todos nós somos realmente íntimos. Acho que é por todos sermos muito gentis. Quase nunca vi um time tão unido quanto o nosso.

 

Por favor, diga algo aos membros que completaram o The EXO’rDIUM [dot] em segurança.
KAI: Xiumin hyung, me sinto tão seguro por você ser o hyung mais velho. O hyung sempre diz: “Estou cansado porque estou velho”, mas quando olho pra você, você não parece nem um pouco cansado então por favor continue assim. Haha.
Suho hyung, obrigado por cuidar da saúde de todos os membros com o maior carinho, como um líder. Posso sentir que seu coração está com os membros. Continue assim, por favor.
Baekhyunie hyung, conversei muito com você enquanto praticávamos para o concerto. Os conselhos do hyung foram de grande auxílio pra mim. Obrigada por dar aos membros do EXO tanta energia. Continue sendo animado e brilhante assim, por favor.
Chen hyung, quando você faz as notas agudas no palco, realmente me sinto purificado. O hyung é sempre tão legal e sinto orgulho de você. Continue tendo performances legais e também cuide de suas cordas vocais para não se machucar.
Chanyeolie hyung, obrigado por nos dar energia com sua personalidade luminosa e alto-astral. Obrigada por comprar tanta comida boa também. Haha. Eu te amo, hyung.
D.O. hyung, você estava ocupado se preparando para o concerto e atuando, mas mesmo cansado penso que é incrível que você foi capaz de passar tempo com os membros também, sempre dando o seu melhor. Eu sempre irei te amar, hyung. Você sabe que te amo muito, certo?
Sehun-ah, não precisamos de palavras entre nós dois. Lealdade, certo?


Trad. ING: choconini_

Trad. PT-BR: Carou @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.