kaiunionbrasil.com / fanbase brasileira dedicada a kim jongin

Um membro do grupo de canto e dança mais popular da Ásia, Kai do EXO protagonizará o drama japonês “Spring Has Come” (A Primavera Chegou) que está quase finalizado. O diretor e staffs compartilham seus pensamentos sobre a presença de Kai, que contrasta com a imagem carismática que ele possui quando está no palco.

 

“Acima de tudo, seja humano”.
Kai leva consigo os ensinamentos de seu pai mais do que tudo.

 

“Desculpe por não ser capaz de ler perfeitamente”. Ficamos sabendo que Kai disse isso quando leu o script pela primeira vez; ele estava nervoso e com a voz trêmula. O Produtor Matsunaga Aya, que estava por perto, notou que o script que estava com Kai já possuía notas e marcações feitas pelo cantor.

 

“Acredito que tenha sido difícil atuar em japonês num país que não se está acostumado a trabalhar. É apenas normal/natural que ele não tenha conseguido ler perfeitamente na primeira vez. Mas eu percebi que Kai fez o possível para chegar o mais próximo do ideal e fiquei impressionado com isso.”

 

Em adição ao Produtor Matsunaga que relembrou a situação apontada anteriormente, muitos staffs se tornaram fãs de Kai após presenciar sua paciência e educação. Kazuko, a irmã mais nova da autora original do drama (Mukoda Kuniko), conheceu Kai após ir ao concerto de EXO no Tokyo Dome durante o último inverno. Ela também ficou impressionada com os modos e educação de Jongin e proclamou: “ele é um jovem muito maduro!”.

 

Além de demonstrar suas habilidades de dança e canto nos palcos, Kai parece cativar e fascinar todos que o conhecem, um por um. É claro que sua beleza e bom estilo somam ao seu charme, mas conforme entrevistavamos os membros da equipe de staffs, descobrimos que há muito mais apreço e apego ao que vem de dentro do que se aparenta por fora. Cumprimentos sinceros, gentileza e ótimo comportamento. Quando dissemos ao Kai sobre todos concordarem sobre sua personalidade maravilhosa, ele respondeu tímido: “Eles notaram esses gestos tão pequenos…? Me sinto muito grato.”

 

“Desde pequeno, meu pai sempre me disse pra ‘ser humano acima de tudo’, mas ele nunca me disse o que fazer especificamente. Então pensei no que poderia fazer por mim mesmo, para ser reconhecido como um ser humano independentemente de onde esteja. Isso foi quando comecei a sempre querer permanecer sendo gentil e modesto.”

 

Escutar palavras, ler palavras, pensar sobre elas e sobre o peso que elas contém. Como leitor e trabalhador árduo, nós acreditamos que Kai sempre encarou cada e toda “palavra” com sinceridade. O Produtor Matsunaga analisou as habilidades de atuação e expressões de Kai e como elas também estão presentes durante suas performances de canto e dança: “por ele ter sido sempre capaz de expressar suas sinceras e profundas emoções no palco, penso que talvez também seja por esse motivo que ele é ótimo em expressar a essência e peso de diversas emoções através da atuação”.

 

Tomonari Nishinaga, um diretor de fotografia que estava presente durante as cenas filmadas na Coreia, compartilhou que: “quado fixava a câmera nele, sua expressão de tristeza atravessava as lentes como se estivesse olhando uma pintura. Isso instintivamente tirou o meu fôlego.”

 

Kai ainda compartilha:
“Quando li o script pela primeira vez, pensei que seria sobre uma família como outra qualquer, mas notei que as emoções estavam formadas delicadamente em cada detalhe. A sensação de amar outra pessoa, a sensação de cuidado para com a família são diferentes do que estou acostumado na Coreia, então achei isso interessante. A família passou por mudanças devido a existência do meu personagem e realmente senti que foi uma experiência que me recompensou.”

 

Kai atua como um homem misterioso que de alguma forma “provoca” uma mulher que se encontra na idade para se casar. Todos nós pensávamos que o universo delicado, único e emocionante criado pela autora Mukoda Kuniko seria pesado demais para o Kai de apenas 23 anos (idade internacional), mas sua aura calma e introspectiva nos impressionou e mostrou que ele é um ótimo candidato ao mundo dos dramas também!

 

“Mesmo se repassasse as falas em japonês de novo e de novo, ainda me sentia inseguro.”
– Kai

 

Porém, a parede imposta pela língua japonesa sempre esteve a sua frente.

 

“Quando olho pra trás e relembro de como me saí, penso que não fui tão bem assim. Pelo japonês não ser a minha língua nativa, não tenho certeza se entreguei as emoções certas ao dizer as palavras. Então mesmo que repetisse as falas e lembrasse delas de novo e de novo, não tinha outra alternativa além de me preocupar e me sentir inseguro. Enquanto decorava o script, usei uma caneta que possuía três cores e que eu usava na Coreia para escrever notas. Queria perguntar ao diretor sobre emoções, circunstâncias e outras informações sobre o contexto de cenas que estava inseguro antes de ir pras gravações. Mas dessa vez houve mais situações onde era mais simples perguntar imediatamente do que tomar notas e perguntar depois.”

 

Apesar disso, parece que a melhora de Kai na língua japonesa surpreendeu os staffs e eles também puderam presenciar a sua jornada com um toque de humor.

 

“Ele diria aos staffs que dormiram e chegaram atrasados: ‘Senti sua falta!’ com um sorriso enorme no rosto e o astral do lugar simplesmente se iluminaria de uma vez só.”
– Produtor Matsunaga

 

“Quando estávamos filmando em Jeju, ele veio e disse: ‘esse é o meu cup ramyun favorito. Mas pode possivelmente bagunçar seu estômago, então por favor só coma antes de um dia de folga!’, ele prosseguiu e deu a cada um dos staffs um cup ramyun. O verdadeiro motivo pro aviso foi pelo ramyun ser muito apimentado (risos). Depois disso pude perceber que Kai tinha um lado brincalhão e juvenil também”.
– Diretor Kawai Hayato

 

“Sempre haviam risadas ao redor de Kai. Quando um staff gritava algo como ‘uma bicicleta está vindo!’ ele iria se juntar ao staff e gritar também (risos).”
– Produtor Assistente Kosuge Yukano

 

O Diretor Kawai Hayato também relatou ter se emocionado com suas últimas impressões sobre Kai quando ele disse ao final das filmagens: ‘quero fazer tudo novamente’, com uma expressão calorosa. Sua juventude somada a sua habilidade de unir todos ao seu redor, os iluminando, é realmente como uma Primavera.


Trad. ING: niniscope
Trad. PT-BR: Bekka & Carou @ Kai Union Brasil
Não retirar sem os créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *