kaiunionbrasil.com / fanbase brasileira dedicada a kim jongin

Entrevista de KAI

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Kai parece ser o integrante do EXO com o maior número de fãs “noonas” (mulheres mais velhas em relação à idade dele).

KAI: Apesar de não sentir isso pessoalmente, talvez seja pelo fato de ter duas irmãs mais velhas, então eu posso ter essa imagem natural de irmão mais novo… Para ser honesto, minha sobrinha (o) nasceu este ano e é realmente adorável. É interessante e eu me sinto realmente feliz ao me tornar um tio! Pessoalmente ir lá e comprar roupas e colocar nele e depois olhar as fotos dele (se referindo ao sobrinho ou sobrinha e acompanhar seu crescimento).

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Para você, como foram os dias de 2014?

KAI: Embora 2014 tenha me deixado com bastante tristeza e arrependimentos, tenho pensado muito e sinto que tenho uma forte vontade de ter tido um ano bom. Parece que eu não posso me lembrar imediatamente das coisas que deram certo nesse ano (2014), então em 2015; por favor, me deixem fazê-lo melhor para que eu seja capaz de me lembrar imediatamente das coisas que deram certo!

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Kai ainda repete a mesma coisa desde os dias de seu debut: não há uma performance que ele esteja satisfeito. É uma pessoa muito estrita a si mesmo e seus objetivos (disciplina), mas também é um tio bobão que não sabe o que fazer por seu sobrinho (a) que tem menos de um ano de idade ser tão lindo (a).

 

Sobre um dos lugares favoritos de Kai:

No caminho para Seonyoudo Park, existe uma passarela que atravessa o Rio Han. Ao atravessar a passarela, você encontra o Seonyoudo Park. Durante o verão, o som dos sapos está alto. Embora esteja frio durante o inverno, as árvores em volta deixam este lugar com uma elegância única. Se você encontrar esse lugar, a brisa refrescante será capaz de te fazer sentir calmo.

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Kai, antes do debut, EXO (se referindo aos membros do grupo) esperava ganhar tanta popularidade como agora?

KAI: Enquanto sonhávamos em nos tornarmos cantores, comparando com a popularidade ascendente, nós estamos muito mais preocupados em qual o tipo de cantor nós iremos nos tornar. Primeiramente, quando nós começamos, estávamos determinados a chegar ao topo, mas agora não acho que EXO é o melhor. Ainda há muito para se melhorar e queremos ir mais longe. Existem muitas coisas que eu quero realizar com os membros.

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: O que você quer dizer com “ir mais longe”? Você quer dizer que o standart (se referindo tanto ao nível qualitativo dos membros quanto ao estilo musical) do grupo ainda não foi definido?

KAI: Quando perguntado “em sua opinião, qual o melhor cantor do país?”, se no EXO essa resposta aparecesse, seria ótimo. É realmente melhor se tornar um cantor único.

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Há momentos em que você não quer dançar?

KAI: Claro. Às vezes esses momentos surgem. Mas não existiu um único momento em que eu quis parar de dançar. Eu danço desde a segunda série da escola elementar e felizmente continuei dançando até hoje e ainda é divertido e não me cansei disso.

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Para o cantor Kai, qual a sua intenção original?

KAI: Para mim, a coisa mais importante foi o motivo pelo qual iniciei esse trabalho. É porque eu gosto de cantar e dançar e não porque eu gosto do “glamour” dessa profissão. Uma vez que penso nisso, não há jeito de não fazer o meu melhor. Essencialmente, isso é o que acho de intenção original. “Porque começar a cantar e dançar? Porque me tornar um cantor?”. Especialmente nesse tipo de trabalho, você precisa gostar profundamente, apenas assim você se sentirá feliz.

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Parece que você realmente gosta desse trabalho.

KAI: Sim. Eu amo o que eu faço.

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Existiu algum momento que você se sentiu abençoado pelo sentimento de: “eu realmente fiz bem hoje, essa performance foi boa”?

KAI: Não. Eu sou do tipo que sempre se culpa. Então há pessoas que pensam: “porque viver tão cansado/culpado”.

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Há alguma performance que você acha que é o melhor?

KAI: Não há uma performance que eu esteja satisfeito para ser honesto.

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Com o intuito de mostrar uma apresentação boa (legal), o Kai que está no palco não parece mostrar um ato de expressões conscientemente. Quando está sem fôlego, fica realmente ofegante (o entrevistador quis conotar o sentido de que Kai não esconde quais são suas reais expressões quando está no palco).

KAI: Correto! A coisa mais importante para se mostrar é que estou me sentindo bem naquele momento. Por exemplo, na performance solo antes de Overdose, o tema é que sejam usadas palavras para descrever a sensação de se estar viciado. Durante aquele momento, as expressões faciais e como – eu – as demonstro, são do mesmo modo como meus sentimentos se manifestam. Pois se tudo fosse acertado antes (como uma atuação forçada), o público não seria capaz de deixar fluir sua própria imaginação. Excitar a imaginação daqueles que estão assistindo e deixá-los com espaço para sentir o que eles mesmos pensam daquilo e esperam, não é o melhor jeito para se fazer uma performance?

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Então você prefere uma performance que tenha um filme em aberto (sugere uma associação a algum elemento cinematográfico, ex. suspense, personagem)?

KAI: Sim. Minha dança sugere isso. Depois de assistir alguns filmes, tive a inspiração dos vampiros. Mas depois de assistir ao meu solo, alguns acham que eu sou um rei que causou um golpe de estado, mas certamente também há pessoas que entenderam minha performance como um vampiro. Vendo que cada um tem o seu próprio entendimento é interessante.

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Por conta de seus compromissos ao redor do mundo, existe tempo para passear ou sair em Seul?

KAI: Quando estou em Seul, o tempo voa de forma inexplicável. Eu fico principalmente em Gangnam, mas não importa o que eu faça o tempo sempre passa realmente rápido. Seul é o lugar onde o tempo passa mais depressa. Apesar de ser bom ter o pensamento livre e descontraído, não teria sentido se todos os dias fossem somente a lazer. Ultimamente tenho descansado para que possa ansiar pelos dias que estarei ocupado.

 

THE CELEBRITY MAGAZINE: Qual o momento mais memorável para você desde o debut?

KAI: Sobre essa pergunta, a resposta sempre será a mesma: a performance de debut é o momento mais memorável.
Estava com compromissos de promoção agendados por três semanas consecutivas e a imagem que mostrei para todos durante aquele período foi a de um menino envergonhado e afobado. Eu estava nervoso e tenso, mas também era satisfatório. Isso realmente consiste em todas as boas imagens.

 

KAI QUOTE sobre “DON’T GO” durante a entrevista:

“Dentre as nossas músicas, há muitas que contam estórias de contos de fada. Essa canção também… Descrevendo uma pessoa amada como alguém que tem pequenas asas como uma garota-borboleta. R&B definiu o ritmo da melodia da música e não a complicou, permanecendo-a pura. É confortável de se escutar também.”

 

Tradução KOR-ENG: toffeegee @ Twitter

Tradução ENG-PT: Kai Union Brasil @ Website

Não retirar sem os créditos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *